Tráfico humano movimenta 117 bilhões de euros por ano

Internacional / 20:54 - 20 de out de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Mulheres são vítimas de exploração sexual, e homens, de trabalho forçado O tráfico de seres humanos – com fins de exploração sexual, trabalho forçado ou outras atividades – movimente cerca 117 bilhões de euros por ano, segundo o Parlamento Europeu. Estima-se que há hoje no mundo cerca de 21 milhões de pessoas vítimas de traficantes. Segundo as estimativas globais da ONU, mais de 2 milhões de pessoas são vítimas de tráfico humano a cada ano. A globalização, com seu fluxo intensificado de pessoas, capital e informação, cria riscos e abre espaços para o crime organizado transnacional. O tráfico humano ocorre tanto no âmbito doméstico dos países quanto no internacional, informa a Agência Brasil. Dados do Escritório de Estatísticas da União Europeia revelam que, entre 2010 e 2012, 10.998 vítimas de tráfico humano foram identificadas e registradas. Cerca de 68% foram submetidas a traba-lhos forçados, e 22%, à exploração sexual. Os 10% restantes foram vítimas de remoção de órgãos, servidão doméstica, mendicidade, entre outros abusos. As mulheres constituem 95% das vítimas de exploração sexual, enquanto 70% das vítimas de trabalhos forçados são homens. Quanto à origem das pessoas traficadas, 56% são provenientes da Ásia e Pacífico; 18% da África; 9% da América do Sul e Caribe; 7% da União Europeia e países desenvolvidos; 7% do resto da Europa e Ásia Central; e 3% do Oriente Médio. O estudo, realizado com dados dos estados-membros da UE, mostrou que, ao longo dos três anos analisados (2010 a 2012), mais de 70% dos suspeitos de tráfico humano eram homens e 69% eram cidadãos da UE. Nem todos os países, porém, foram capazes de fornecer informações sobre os suspeitos de tráfico.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor