Transformação digital está no radar das empresas

Setor dever movimentar R$ 465,6 bilhões até 2023.

Mercado Financeiro / 23:10 - 1 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Com a pandemia de Covid-19 algumas áreas passaram a ser prioritárias e a digital é uma delas. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o fenômeno dever movimentar R$ 465,6 bilhões até 2023. A entidade destaca algumas tendências tecnológicas com mais previsão de aportes, como IoT, Inteligência Artificial, Big Data e Analytics.

Fernando Rizzatti, sócio-diretor da consultoria Neotix Transformação Digital, afirma que Infelizmente, não vê que as mais de 6 milhões de micro e pequenas empresas do Brasil estão aptas à transformação digital.

Os motivos vão da falta de cultura digital, orçamentos limitados para projetos digitais e até dificuldade na escolha de um profissional ou de uma empresa para a orientação correta e a implantação do processo de transformação digital”, cita.

Segundo ele, a cultura digital exige estudo, tempo e requer dedicação das empresas. “Elas precisam ser digitais agora, caso queiram sobreviver à crise. Se a direção da empresa não possui conhecimentos profundos das questões relacionadas ao seu posicionamento digital, é preciso estudar”. O especialista lembra que o Sebrae possui diversos cursos para ajudar os empreendedores.

Rizzatti diz que a internet pode e deve ser utilizada como uma plataforma para gerar negócios e que transcende ser só o novo canal de veiculação dos seus produtos e/ou serviços.

Entre as dicas aos empreendedores, ele elenca como prioritárias: estudar o público, definindo perfis psicográficos e demográficos. Relacionar todas as certezas, dúvidas e suposições sobre os seus produtos e/ou serviços, buscando transformar as suposições em conhecimento. Desenvolver conteúdo capaz de transformar seu público-alvo em cliente. Defina os fatores que o aproximam das soluções que você pensa em desenvolver e fortaleça-as no anúncio. Faça testes e ajustes constantemente.

 

Soluções

 

Existem algumas soluções gratuitas ou que exigem um baixo investimento, como as plataformas de construção de sites institucionais, como o Webflow, Squarespace e os mais conhecidos Wix e Wordpress. “Assegure-se de estudar a empresa que você irá contratar, procurando por referências dos serviços prestados. Se os seus projetos envolverem desenvolvimentos específicos, que não têm soluções prontas no mercado, busque por tecnologias de baixo custo e abertas, como a linguagem de programação PHP, com banco de dados MySQL ou qualquer outro de código aberto”, recomenda.

Além da enorme quantidade de profissionais e empresas existentes no mercado, o custo é relativamente baixo, se comparado com outras tecnologias, como a Microsoft.

As restrições provocadas pela pandemia geraram uma nova consciência empresarial. A demanda de projetos de transformação digital deve aumentar muito nos próximos meses”, prevê Rizzatti.

 

 

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor