Três perguntas: o mercado de vistorias veiculares

Por Jorge Priori.

A Super Visão é uma rede de franquias que trabalha com vistorias veiculares, atendendo a clientes finais e o mercado corporativo. No caso dos clientes finais, uma pessoa interessada em comprar um veículo pela internet pode fazer uma vistoria na Super Visão e fechar o negócio logo em seguida. Isso também possibilita a compra de um veículo que não está na mesma localidade do comprador, como outro estado, sem que ele tenha visto o carro pessoalmente. Para isso, basta o vendedor levar o veículo a uma das lojas da empresa para que ele seja vistoriado.

Com relação ao mercado corporativo, ele é composto por empresas que possuem frotas, lojistas de carros usados e seminovos e concessionárias. Conversamos com Beto Reis, sócio-diretor da Super Visão, sobre o surgimento e amadurecimento da empresa, o mercado de vistorias veiculares e seus planos de expansão.

 

Como surgiu e se desenvolveu a Super Visão?

A Super Visão surgiu em 2005. Naquela época, o serviço de vistoria já existia em outras praças, mas ainda não estava presente em São Paulo, capital, região onde iniciamos nossa operação atendendo a lojistas de seminovos. A vistoria oferecida naquele momento estava focada na existência de algum problema de identificação do veículo (procedência do chassi, motor e câmbio). Com o tempo, identificamos a necessidade de fazer uma análise da estrutura do automóvel para verificar, por exemplo, se não havia histórico de recuperação por colisão.

No início, tivemos muita resistência, já que esses profissionais tinham a cultura de que eles já trabalhavam com isso há muito tempo e não precisavam desse serviço. Com muito foco e estratégia para vencer os obstáculos, conseguimos conquistar duas concessionárias como clientes. Como os resultados foram muito bons, os lojistas, que inicialmente não acreditavam no nosso trabalho, começaram a nos contratar. Como eles compravam veículos em toda a cidade de São Paulo, o serviço começou a ficar conhecido. Em 2007, a rede já somava 20 lojas pela cidade.

Em 2013, o Denatran regulamentou que o serviço de vistoria de transferência passaria a ser feito por meio eletrônico e que poderia ser realizado tanto pelo Detran, quanto por uma empresa credenciada. Com isso, começamos a desenvolver outros serviços e a expandir a empresa para outros estados.

Atualmente, a Super Visão tem mais de 160 unidades espalhadas em 22 estados e no Distrito Federal, sendo responsável por produzir mais de 80 mil laudos mensalmente. No portfólio da empresa há mais de sete soluções, que podem ser contratadas pelo mercado corporativo ou pelo cliente final, tendo como objetivo garantir a segurança e a transparência nas negociações de compra e venda de automóveis.

Dentre as nossas principais soluções estão a Vistoria Cautelar, o Laudo para Transferência e a Vistoria Certicar, que é a mais completa do mercado. Esta vistoria engloba a análise de diversos itens como pintura e funilaria, o conjunto estrutural, o conjunto de identificação, a presença de itens acessórios e o histórico do automóvel, com o intuito de suprir as necessidades das transações que acontecem pela internet.

 

Como está o mercado de vistorias automotivas e como ele foi afetado pela pandemia? Quais são as suas perspectivas?

Com a crise de abastecimento, o mercado de vistorias foi afetado, tanto na concessionária, que sem a possibilidade de ter o carro 0km para vender fica limitada a receber o carro na troca (momento em que fazemos a vistoria), quanto no lojista de seminovos que conta com as concessionárias para absorver o repasse de carros.

Durante a pandemia, tivemos que manter as lojas fechadas em alguns momentos, e esse foi outro fator que prejudicou o negócio. Como estratégia para amenizar estes impactos, desenvolvemos a Vistoria Delivery, oferecendo o atendimento no local em que o cliente deseja. Nesses últimos meses, estamos percebendo um aquecimento do mercado. Nossa perspectiva é de uma volta gradual à normalidade do nosso setor.

A Super Visão quer ser os olhos do comprador para que ele possa fazer um bom negócio sem avaliar presencialmente o veículo. O mercado está cada vez mais digital, e nosso objetivo é trazer mais segurança para um processo que sempre foi tido como analógico: a compra de um carro. Com o apoio da Super Visão, nossos clientes literalmente conseguem efetuar a compra de um veículo de qualquer lugar do país com total segurança.

 

Quais são os planos de expansão da Super Visão?

Como esse mercado é relativamente novo, poucas empresas têm a estrutura e investem como a Super Visão. Temos um sistema operacional próprio que traz agilidade de informações e monitoramento da rede de franqueados do ponto de vista operacional, mercadológico e financeiro.

Nossa meta de expansão é seguir ocupando as capitais, pois ainda faltam Rio Branco, Porto Velho, Palmas, Macapá e Belém, sendo que essa última tem operação, mas sem loja física. O próximo passo é disponibilizar modelos de franquias mais acessíveis como a Store in Store e Delivery, para conseguir viabilizar, ainda mais, a implantação da Super Visão em cidades menores.

Neste momento, atendemos áreas que representam, aproximadamente, 40% dos veículos comercializados no Brasil. Mesmo com uma operação que já está presente em mais de 110 cidades, temos pela frente um amplo mercado ainda inexplorado responsável pela comercialização de 700 mil veículos por mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Alta dos juros já impacta concessão de crédito imobiliário

Em outubro, o volume de crédito imobiliário alcançou a marca de R$ 17,1 bi.

PMEs têm recuperação com alta de 15,6% no faturamento do 3º trimestre

Serviços mantém recuperação com a maior abertura econômica.

Endividamento pode afetar uso do 13º nas compras de fim de ano

FecomercioSP está otimista com o pagamento do 13º.

Últimas Notícias

Embaixador: A China é muito importante para Chile

“Queremos mostrar ao mundo, principalmente à China, que mesmo Chile sendo um país pequeno na costeira da América do Sul e na borda do mundo, está bem perto da China”, disse em uma entrevista Luis Schmidt Montes, Embaixador Chileno na China.

Caixa e BB são destaques em governança mas Guedes quer privatizar

Estatais converteram prejuízo de R$ 35 bi em 2015 para superávit de R$ 135 mi em 2021.

O leilão beneficente da Jaguar Parade

Fundos se destinam à conservação de onças-pintadas em seus habitats.

Venda de imóveis novos em SP mantém estabilidade em outubro

Em valores monetários, houve queda do Valor Global de Vendas em relação a outubro de 2020.

Nova energia, fabricação de equipamentos de tecnologia e PMEs em 2022

O mercado de ações A-Share da China parece positivo para o próximo ano. Novas energias, fabricação de equipamentos de alta tecnologia e pequenas e médias empresas (PMEs) são áreas com grande potencial de investimento, de acordo com uma pesquisa recente realizada com 109 especialistas de indústrias na gestão de ativos.