Três perguntas: os seis primeiros meses do HASH11

Por Jorge Priori

O ETF HASH11 está completando seis meses de negociação na B3. O fundo de índice, gerido pela Hashdex, replica o Nasdaq Crypto Index (NCI), tanto em suas valorizações quanto em suas desvalorizações. No seu regulamento, sua gestora deixa claro que “deverá adotar uma abordagem passiva ou de indexação para buscar atingir o objetivo de investimento do Fundo”. Atualmente, o NCI é composto por 65% de bitcoin e 30% de ethereum. As demais criptomoedas que compõe o índice, litecoin, chainlink, uniswap, bitcoin cash, filecoin e stellar lumens, possuem pesos menores a 1% cada.

O HASH11 se tornou rapidamente referência de mercado e conta atualmente com 120 mil cotistas, destacando-se 64% de pessoas físicas e 32% de investidores institucionais. Seu patrimônio líquido (PL) é de R$ 2,84 bilhões.

Em agosto, começaram a ser negociados na B3 os ETFs BITH11 e ETHE11, também geridos pela Hasdex, que replicam os índices Nasdaq Bitcoin Reference Price (NQBTC) e o Nasdaq Ethereum Reference Price (NQETH), respectivamente. O BITH11 está com um PL de R$ 125,57 milhões, e o ETHE11, R$ 145,15 milhões. Os valores dos PLs mencionados são referentes ao dia 21 de outubro.

Conversamos com João Marco Cunha, diretor de gestão da Hashdex, sobre sua avaliação dos 6 primeiros meses do HASH11, a vantagem de investidores aplicarem no BITH11 e no ETHE11, pagando taxa de administração, ao invés de comprarem diretamente as criptomoedas no mercado, e sobre as questões que influenciarão o mercado até o final de 2022.

Como a Hashdex avalia os 6 primeiros meses do Hash11? A gestora tinha a expectativa de que o fundo atingisse um patrimônio líquido de R$ 2,84 bilhões seis meses após o seu lançamento, quando captou R$ 600 milhões?

Os primeiros seis meses de operação do HASH11 foram nada menos que espetaculares. Nós estávamos muito otimistas em relação ao interesse dos investidores pelo produto, mas não tínhamos referências para estimar a dimensão que ele tomaria. O HASH11 caiu no gosto de uma vasta gama de investidores, desde o pequeno investidor do varejo até os profissionais do mercado, como uma alternativa com exposição 100% à cripto e liquidez intradiária. A consequência disso é que o HASH11 tornou-se um dos maiores e mais líquidos ETFs de cripto do mundo, além de figurar entre os ETFs mais negociados da B3.

A Hashdex lançou recentemente os ETFs BITH11 e ETHE11. O objetivo dos fundos é buscar retornos de investimentos que correspondam de forma geral às performances dos seus índices. Qual a vantagem de um investidor investir no ETF podendo comprar diretamente a criptomoeda?

Para o investidor que busca as teses de investimento do Bitcoin ou do Ethereum, investir através de ETFs tem algumas vantagens interessantes. A primeira delas que eu citaria é a segurança. Nos ETFs da Hashdex, todos os criptoativos ficam armazenados em custodiantes institucionais e sob a cobertura de apólices de seguro, enquanto, ao operar diretamente, o investidor precisa tomar as próprias precauções de segurança ou confiar na exchange na qual ele opera. Outra vantagem é a simplicidade de ter os investimentos em cripto consolidados com os ativos tradicionais em um mesmo distribuidor, facilitando a visualização, acompanhamento e rebalanceamento do portfólio. Podemos mencionar também questões tributárias e sucessórias. Além disso, no caso do BITH11, as emissões de carbono relativas à sua operação da rede do Bitcoin são neutralizadas.

Na sua opinião, quais são as grandes questões que influenciarão o mercado de criptomoedas até o final de 2022?

Temos grandes temas extremamente relevantes para acompanharmos nesse período. Começando pela principal criptomoeda, o Bitcoin, o cenário de forte inflação preconizado por Paul Tudor Jones em meados de 2020 está materializado e teremos a oportunidade de observar se a sua tese de investimento no Bitcoin como hedge contra inflação se provará eficaz. O upgrade do Ethereum também é algo que merece atenção, especialmente diante da concorrência de outras plataformas de smart contract menores. Os primeiros passos da entrada de capital institucional no espaço de DeFi pode trazer ainda mais impulso a esse segmento. Os NFTs estão a todo vapor e veremos como vai evoluir esse mercado. Um ano em criptoativos é uma eternidade, certamente outras coisas aparecerão até o final de 2022.

Nota: as taxas de administração dos ETFs são: HASH11, 1,3%, BITH11, 0,7%, e ETHE11, 0,7%. O administrador e custodiante é o Banco Genial S/A.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

CVM alerta: Atuação irregular de Business Bank BNI Investiments S.A

A Comissão de Valores Mobiliários está alertando ao mercado de capitais e ao público em geral sobre a atuação irregular de Business Bank BNI...

Mais um Fiagro na listagem da B3

Ocorreu nesta segunda-feira o toque de campainha que marcou o início de negociação do terceiro Fiagro na B3, o JGP Crédito FI Agro Imobiliário. As...

Conversa com Investidor: São Martinho (SMTO3)

Por Werner Roger, Trígono Capital.

Últimas Notícias

Cresce mercado de investimento em ações da China

O investimento em ações na China apresentou crescimento este ano, uma vez que o volume de fundos levantados e o investimento registraram um crescimento...

CVM alerta: Atuação irregular de Business Bank BNI Investiments S.A

A Comissão de Valores Mobiliários está alertando ao mercado de capitais e ao público em geral sobre a atuação irregular de Business Bank BNI...

Usina TermoCamaçari ficará com a Unigel até 2030

A Petrobras, em continuidade ao comunicado divulgado em 11/05/2021, informa que, após a retomada das negociações com a Proquigel Química S.A., subsidiária da Unigel...

STF é questionado sobre inconstitucionalidade de privatizações

O coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, defendeu nesta segunda-feira, em audiência pública na Câmara dos Deputados, que o Supremo Tribunal...

Mais um Fiagro na listagem da B3

Ocorreu nesta segunda-feira o toque de campainha que marcou o início de negociação do terceiro Fiagro na B3, o JGP Crédito FI Agro Imobiliário. As...