Tribunal

“As reportagens econômicas são muito enviesadas. É como um julgamento no qual só o uma das partes pode se pronunciar.” A comparação, feita pelo jornalista econômico sueco Stieg Larsson, no livro Os homens que não amavam as mulheres, é citada pelo economista Vitor Hugo Klagsbrunn, da Universidade Federal Fluminense (UFF), ao criticar a insistência da mídia hegemônica tupiniquim em defender a alta da taxa básica de juros (Selic), mesmo após os efeitos já visíveis das medidas de restrição ao crédito.

Retrato sem photoshop
Pesquisa realizada de 1 a 15 de maio pelos professores Bayard Boiteux e Mauricio Werner comprova que o Brasil não cabe no figurino imaginado por meia dúzia de moderninhos da Zona Sul carioca. Dos 1,2 mil moradores da cidade do Rio de Janeiro entrevistados por telefone sobre os impactos do turismo GLS, 60% simplesmente desconhecem tal segmento. Mais: 45% acham prejudicial que o Rio seja considerado gay friendly e igual percentual acha que deve ser criado um bairro específico para desenvolver tal segmento, como em outras cidades. Ainda, 30% acham que a cidade precisa se preparar melhor para o turismo GLS.
O universo pesquisado é composto por 40% de moradores da Zona Sul,30% da Zona Norte e 30% na Zona Oeste; 50% têm nível médio, 35%, superior, e 15%, fundamental.

As razões
O imbróglio envolvendo o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, com o sedutor mundo das consultorias oferece oportunidade ímpar para o Brasil debater a que senhores devem servir os ocupantes de cargos estratégicos de Estado, como o Ministério da Fazenda, o BNDES e o Banco Central. Que tais postos de comando proporcionam “uma experiência única que dá enorme valor a estes profissionais no mercado”, como assegura Palocci, nem a Velhinha de Taubaté há de duvidar. No entanto, inexiste registro de homem público que, na fruição dessa experiência única, tendo contrariado interesses do “mercado”, tenha sido por este contratado ao deixar o governo.

Oba!
Em um ano, o Brasil perdeu seis posições no ranking global de competitividade elaborado pelo Instituto Internacional para o Desenvolvimento da Administração, da Suíça, em parceria no país com a Fundação Dom Cabral. Ultrapassaram o Brasil as potências México, Itália, Peru, Filipinas, Turquia e Emirados Árabes. Os dois primeiros alternam anos de recessão com outros de crescimento medíocre; no Peru, a economia vai tão bem que o presidente Alan Garcia nem conseguir ter um candidato à sua sucessão; só Filipinas e Turquia apresentam crescimento econômico comparável ao do Brasil. Num ranking desses, melhor ficar nos últimos lugares. Ah, o primeiro posto voltou a ser ocupado pelos Estados Unidos.

Inteligência médica
A Epimed Solutions, empresa especializada em sistemas de inteligência médica, apresentará, durante o XIV Congresso de Terapia Intensiva, um software para gestão de qualidade e desempenho em unidades de terapia intensiva neonatais e pediátricas. O evento ocorre nos próximos dias 19 e 21, no Rio de Janeiro. Fundada em 2008 pelos médicos Jorge Salluh, Marcio Soares e Carlos Eduardo Reis, a Epimed dobrou sua base de clientes este ano, ficando entre as três maiores do mundo em gestão de qualidade de UTIs. A empresa monitora cerca de 3 mil leitos de UTIs em 155 hospitais públicos e privados de todo o país.

Do palácio à favela
A galesa Claire Jones, harpista oficial da rainha da Inglaterra e que fez o recital do casamento de William e Kate Middleton, tocará neste domingo no Pavão-Pavãozinho dentro do RioHarpFestival – Música no Museu.
As apresentações da sexta edição do evento acontecem até o final do mês com harpistas de mais de 20 países. Entre eles, a japonesa Kaori Otake, o quinteto francês Les Alizés, a norte-americana Carrol McLaughin e o português Mario Falcão.
No programa haverá uma semana dedicada aos harpistas latino-americanos, como Marcela Méndez da Argentina; José Enrique Corredor, da Colômbia; Enrique Guzman, do México, além dos brasileiros de maior destaque na atualidade, como Maria Célia Machado, Vanja Ferreira e Cristina de Carvalho. Todos os concertos são gratuitos. O programa completo está em www.musicanomuseu.com.br

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSó propaganda
Próximo artigoO triste fim de DSK

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Conversa com Investidor: BrasilAgro (AGRO3)

Por Felipe Cavalcanti, analista da Trade Machine

Eleitores brasileiros no exterior

Por Bayard Boiteux

‘Vices’ assumem e dão show de competência

Por Sidney Domingues e Sérgio Braga.

PEC 05, verdadeiro ataque à independência do MP

Por Paulo Alonso.

Como começar um negócio alinhado com a pauta ESG

Por Jandaraci Araújo.