Trump: ‘Nem pensar em derrubar esse muro’

Um dia após grandes grupos norte-americanos anunciarem que suspenderam doações aos republicanos que apoiaram a invasão ao Capitólio, sede do Congresso dos EUA, Donald Trump foi ao Texas nesta terça-feira para participar da inauguração de um novo trecho do muro na fronteira entre o território norte-americano e o México.

Banido de todas as principais redes sociais o presidente se disse limitado na expressão. “Eu gostaria de dizer que a liberdade de expressão está sobre grave ameaça”, disse, sem lembrar a sua total aversão sobre a importância d imprensa. Ele é alvo de um pedido de impeachment, que será votado na Câmara dos Deputados a partir desta quarta-feira. Acusado de incentivar a insurreição, Trump disse ser contra qualquer ato de violência.

“Nós acreditamos e respeitamos as tradições. Acreditamos no Estado de Direito e não na violência”, afirmou o presidente. “É hora da paz e da calma. Respeitar as forças policiais e as pessoas maravilhosas das forças policiais. Essas pessoas são a fundação da América Grande. Somos a nação da Lei e da Ordem”, completou, sem fazer qualquer referência à legitimidade da vitória de seu sucessor, Joe Biden.

Ao visitar o muro na fronteira com o México, uma das suas grandes bandeiras de campanha, Trump segue utilizando a reta final do seu mandato para cumprir eventos e adotar medidas de conotação ideológica.

Na visita à construção de concreto e aço em Alamo, no Texas, o atual presidente falou em “governo Biden” e enfatizou que o democrata não poderá desfazer a obra. “O próximo governo não pode nem pensar em derrubar esse muro. Eu não acredito que isso vá acontecer”, disse Trump.

Leia mais:

Trump tinha razão, e essa foi sua derrota

Secretária de Trump renuncia após ataque ao Congresso

 

Artigos Relacionados

Biden quer estados priorizando vacinação de professores

Presidente americano pediu que educadores recebam pelo menos uma dose de vacina.

OCDE ensina gestão às estatais brasileiras

O Ministério da Economia participou nesta terça-feira do lançamento de um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) que traz recomendações...

Migrantes detidos no México sofrem com pobreza e violência

Cerca de 70 mil pessoas ainda estão em situação de vulnerabilidade extrema, segundo Médicos Sem Fronteiras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Quatro conselheiros da Petrobras decidem deixar o cargo

Eles são representantes da União no Conselho da empresa, petrolífera divulgou nota ontem à noite.

Biden quer estados priorizando vacinação de professores

Presidente americano pediu que educadores recebam pelo menos uma dose de vacina.

PEC fiscal e lockdown ficam no radar em dia de PIB

Em Nova Iorque, as pressões dos treasuries e a queda das companhias de tecnologia tiveram forte impacto nas Bolsas.

Planta da BRF é habilitada a exportar empanados para Omã

Companhia informou que sua unidade de Toledo foi habilitada pelo governo do país árabe a exportar empanados de frango.

Migrantes detidos no México sofrem com pobreza e violência

Cerca de 70 mil pessoas ainda estão em situação de vulnerabilidade extrema, segundo Médicos Sem Fronteiras.