Trump pressionou brasileiro para mudar status dos EUA na OMC

Roberto Azevedo deixou Organização do Comércio 1 ano antes do fim do mandato.

Internacional / 21:44 - 15 de set de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Donald Trump pressionou o brasileiro Roberto Azevedo, que ocupava o cargo de diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, para os EUA serem tratados como um “país em desenvolvimento”, status que detêm China, Índia, Argentina e dezenas de outros países.

A revelação, segundo reportagem do UOL, consta do livro Rage (Simon & Schuster), do jornalista Bob Woodward (caso Watergate), lançado nesta terça-feira. O status pretendido por Trump permite impor tarifas mais elevadas que os países ricos e ter mais espaço para a intervenção do estado na economia.

De acordo com o livro, Trump ameaçou sair da OMC em uma conversa com Azevedo, por telefone. Em maio, de forma surpreendente, o brasileiro anunciou que deixaria a entidade um ano antes do fim de seu mandato.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor