Tá fora

Segundo fonte do partido, Enéas Carneiro (Prona-SP), que acaba de receber 1,5 milhão de votos, se tornando o deputado federal a receber o maior número de votos no país, não irá apoiar nenhum candidato à presidência no segundo turno. Enéas, embora rejeite veementemente o candidato José Serra, diz não ter restrições a Lula, mas a algumas pessoas que o cercam.

“É brinquedo não”
O setor de brinquedos amargou queda de 2,5% nas vendas de 2000 para 2001 – foram R$ 160 milhões em 2000 e R$ 156 milhões no ano passado. Com a inflação no período na casa de 10%, o resultado fica ainda pior. Coincidência ou não, nas simulações de voto entre as crianças realizadas antes do primeiro turno, José Serra amargou as últimas posições.
Em 1998 o faturamento do setor fora de R$ 122 milhões, segundo estudo realizado pelo LatinPanel, empresa dos grupos Ibope, Taylor Nelson Sofres e NDP. O preço médio dos brinquedos acumula alta de 27,7% nos últimos quatro anos. Outra constatação do estudo é que os brinquedos importados estão perdendo mercado para os produtos nacionais. Em 1998, ainda com o populismo cambial em vigor, 60% do mercado pertencia às marcas brasileiras, contra 40% das importadas. Em 2001 os brinquedos estrangeiros caíram para 29% das vendas, contra 71% dos nacionais.

Manutenção
A TAM pretende, a partir de 2005, prestar serviços de manutenção para outras companhias aéreas, principalmente na América do Sul, que não possuem centros próprios de manutenção. Para isso a companhia aérea brasileira que registrou o maior número de vítimas em acidentes nos últimos 10 anos pretende investir US$ 15 milhões nos próximos cinco anos em parceria industrial com a Air France Industries para instalar um centro computadorizado para teste e reparo de componentes eletrônicos de aviões Airbus, Fokker-100 e também Boeing. Usuários de avião esperam que sejam amplamente divulgados os nomes das companhias que contratarem os serviços.

Fokker
Os Fokker-100 que tanta dor de cabeça dão à TAM – e problemas ainda mais sérios a seus usuários – não são considerados os aviões mais perigosos do mundo. Segundo o sítio da Internet jetsite.com.br, tal modelo ocupa a oitava colocação entre os mais seguros, numa lista de 23. Mais perigosos que o Fokker estão, por exemplo, o MD-11, os Airbus A300 e A310 e o Boeing 737-100. Em 1996, acidente com o Fokker-100 da TAM em Congonhas matou 99 pessoas. Este ano foram dois acidentes no mesmo dia (30 de agosto), mas sem vítimas fatais humanas – só uma vaca, atingida durante um pouso forçado. A TAM está substituindo os modelos Fokker-100 por aeronaves da Airbus.

Debandada
Um dos primeiro políticos cotados para vice da chapa de José Serra, o deputado federal Luiz Henrique (PMDB-SC) declarou, ontem, apoio a Lula. Disputando o segundo turno com o governador Espiridão Amin (PPB), o peemedebista, que foi contra seu partido ter candidato próprio à presidência da República, está de olho nos votos do PT, que, somando quase 20%, devem ser o fiel da balança no segundo turno.

Meio ambiente
O IBGE reúne, hoje, no Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FBMC), especialistas para debater os resultados da Rio+10 e as perspectivas para a próxima reunião das Nações Unidas sobre o tema. O evento marca também a abertura da Câmara sobre Comunicação, Educação e Informação do FBMC e será palco do lançamento do livro O que está acontecendo com a nossa Terra?, voltado para o público infantil.
A Câmara Temática sobre Comunicação, Educação e Informação, presidida pelo IBGE, foi criada para ser um espaço de articulação das demais dez câmaras do FBMC, atuantes nas áreas de Impactos Econômicos e Sociais; Mecanismos de Desenvolvimento Limpo; Energias Renováveis; Recursos Hídricos; Biodiversidade; Usos do Solo, Mudanças de Uso do Solo e Florestas; Assuntos Jurídicos.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA cavalo
Próximo artigoPurgação eleitoral

Artigos Relacionados

Não, a Petrobras não quebrou

Na época em que os preços dos combustíveis não eram descontrolados, caixa da estatal era superior ao atual.

Hood Robin e o ICMS nos combustíveis

Reduzir impostos tira da sociedade para dar a poderosos.

Governo sabota emprego doméstico

Desconto no Imposto de Renda, que acabou, incentivava a assinatura da carteira.

Últimas Notícias

RNI diz que novo plano trouxe melhor resultado em 7 anos

Total de unidades financiada atingiu recorde de R$ 228 milhões

Volume de sedãs cai nos últimos anos

Onix Plus foi o mais vendido em 2021, apesar da crise dos semicondutores.

Sindicatos defendem política pública para tratar dos combustíveis

Melhor alternativa é considerar todas as etapas e beneficiar o consumidor

Redução dos impactos socioeconômicos das mudanças climáticas

Engajamento necessário de todos os atores sociais, especialmente das empresas.

O cenário da construção civil para 2022

Por Victor Gomes.