Tunisianos investem em azeite orgânico para entrar no Brasil

Segundo executivo, Tunísia está em primeiro lugar no ranking global de azeites orgânicos.

A empresa tunisiana Baya Olive Oil trabalha com linhas premium e básicas de azeite. Mas também há aqueles com certificação do selo Orgânicos do Brasil. A marca expôs na edição deste ano da Apas Show, maior feira do setor de supermercados da América Latina. O evento começou na segunda-feira terminou ontem na capital paulista.

A Baya tem produção própria e fábrica na cidade de Sfax, na Tunísia. O CEO da empresa, Sabeur Fourati, afirmou que essa é a primeira vez que a marca expõe no Brasil e conseguiu bons contatos durante o evento.

“Nós temos bons produtos, bons preços. Vários supermercados já nos contataram e queremos vender nossos azeites ao Brasil em breve”, concluiu Fourati.

Para investir na entrada no novo mercado, a certificação de orgânicos brasileira foi adquirida pela marca neste ano. A Tunísia é tradicional produtor de azeite e o executivo explica que, embora o produto convencional ainda represente a maior parte das vendas, os orgânicos têm sido mais procurados.

“Os tunisianos estão em primeiro lugar no ranking global de azeites orgânicos”, explicou Fourati.

A Baya também tem outros selos como o de produto halal e o que atesta que os azeites são veganos. Ambos tratam não apenas do produto em si, mas de todo processo de produção e ingredientes que possam entrar em contato com o azeite neste caminho.

 

Agência de Notícias Brasil-Árabe

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

EUA: tiroteio em escola bate maior número em 20 anos

Segundo relatório, houve apenas 23 incidentes com vítimas fatais durante o ano letivo de 2000/2001.

Últimas Notícias

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

FGTS vira moeda do governo para movimentar a economia

Atualização monetária das contas do Fundo não acontece e trabalhador continua no prejuízo.

EUA: tiroteio em escola bate maior número em 20 anos

Segundo relatório, houve apenas 23 incidentes com vítimas fatais durante o ano letivo de 2000/2001.

Bebidas Online busca captar R$ 2 milhões com pessoas físicas

Com crescimento projetado de 19% para 2022, startup de delivery de bebidas usará recursos nas áreas de marketing, desenvolvimento de produtos e expansão do time