Covid-19: Turismo mundial perde US$ 2 trilhões em 2021

Segundo dados da OMT, as chegadas internacionais caíram até 75% este ano.

O setor do turismo terminará o ano de 2021 com perdas de US$ 2 trilhões devido à pandemia de coronavírus. Em levantamento, apresentado esta segunda-feira, a Organização Mundial do Turismo, OMT, revela que a recuperação do setor está “frágil” e “lenta”.

No ano passado, o setor teve perdas econômicas similares, sendo um dos mais atingidos pelos impactos da crise global de saúde. Apesar das recentes melhoras, o fluxo de viagens continua sendo afetado pelas taxas desiguais de vacinação entre países e novas variantes da Covid-19, que geram mais restrições de viagens.

O setor também está sendo afetado pela alta no preço dos combustíveis. Segundo a OMT, as chegadas de turistas internacionais em 2021 continuam sendo 75% menores que os índices de 2019, antes da pandemia.

O secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, afirmou que os dados do terceiro trimestre de 2021 são “encorajadores”, mas ao mesmo tempo “os resultados entre diferentes regiões do globo continuam desiguais”.

Segundo ele, o aumento dos casos e o surgimento de mais uma variante, ainda “não é o momento de baixar a guarda”, mas “continuar o esforço para garantir o acesso igualitário às vacinas, coordenar procedimentos de viagens, usar os certificados digitais de vacinação para facilitar a movimentação de pessoas e apoiar o setor” do turismo.

O sul da Europa, o Mediterrâneo, o Caribe, a América do Norte e a América Central foram as regiões que receberam mais turistas em 2021 na comparação com o ano passado.

Mas as chegadas na Ásia e no Pacífico ficaram 95% abaixo dos números de 2019, já que muitos países continuaram com as fronteiras fechadas para viagens não essenciais. No Oriente Médio, a queda foi de 81% e na África, de 74%.

Entre julho e setembro deste ano, os países que tiveram a recuperação mais forte do turismo foram Croácia, México e Turquia, além do Caribe, segundo a OMT.

O relatório da agência destaca ainda que o Certificado Digital de Covid da União Europeia facilitou a circulação de pessoas dentro dos países do bloco.

O futuro do setor de viagens é o foco na Assembleia Geral da OMT, que está acontecendo em Genebra até sexta-feira, com representantes de 159 países.

Leia também:

Inflação do aluguel chega a 17,89% no acumulado de 12 meses

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Empregos na saúde ultrapassa 4,6 milhões

O número de pessoas empregadas na cadeia produtiva da saúde cresceu 0,6% entre agosto e novembro do ano passado ao atingir 4.652.588 de trabalhadores,...

Médicos de SP mantêm greve na quarta-feira

Após se reunirem com o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, na tarde desta segunda-feira, o Sindicato dos Médicos de São...

Importação de óleo pelo Brasil quase dobrou em 2021

Somadas a gás natural, compras passam de US$ 18 bilhões.

Últimas Notícias

Empregos na saúde ultrapassa 4,6 milhões

O número de pessoas empregadas na cadeia produtiva da saúde cresceu 0,6% entre agosto e novembro do ano passado ao atingir 4.652.588 de trabalhadores,...

RJ terá dificuldades de pagar R$ 92 bi à União

O Governo do Estado do Rio de Janeiro poderá encontrar dificuldades para cumprir o pagamento de R$ 92 bilhões devidos à União. Isso porque...

China reduz juros em empréstimo de médio prazo

O banco central da China reduziu nesta segunda-feira (17) as taxas de juros de seus empréstimos de médio prazo (MLF) e repôs reversos em...

Petrobras: recorde de produção no pré-sal em 2021

A Petrobras atingiu recorde anual de produção no pré-sal em 2021, ao alcançar 1,95 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boed). Esse...

Médicos de SP mantêm greve na quarta-feira

Após se reunirem com o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, na tarde desta segunda-feira, o Sindicato dos Médicos de São...