É fria

A diretora do Departamento de Pesquisas Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Clarice Messer, adverte que, se a Área de Livre Comércio das Américas (Alca), for implantada e todas tarifas de importações forem zeradas, o Brasil perderia US$ 1 bilhão por ano: “Seríamos o grande perdedor. Quem ganha claramente com esse acordo são os Estados Unidos, que teriam incremento de US$ 2,6 bilhões por ano, através da renovação comercial da Alca”, destaca Clarice.

Lista
O líder do PDT na Câmara dos Deputados, Miro Teixeira, garante que o Projeto de Lei 5483/01, do Poder Executivo, que  propõe nova redação para o Artigo 618 da CLT, “na prática, significa o fim do 13º salário”. O texto, aprovado na Câmara e encaminhado ao Senado, pode ser votado após as eleições – os senadores não quiseram mexer neste vespeiro enquanto buscam reeleição. Não à toa: sindicatos de trabalhadores estão distribuindo jornais e cartazes com os nomes dos deputados (de PFL, PSDB, PPB, PTB e PMDB) que votaram a favor do projeto proposto pelo ex-ministro do Trabalho e deputado que tenta se reeleger Francisco Dornelles (PPB-RJ). No Rio, constam da  lista Rubem Medina, Rodrigo Maia (filho do prefeito do Rio, César Maia), Márcio Fortes, Roberto Jeferson (um dos líderes da campanha de Ciro Gomes), Jair Bolsonaro e Eurico Miranda, entre outros menos votados.

Fim do 13°
O projeto estabelece que as condições de trabalho ajustadas mediante convenção ou acordo coletivo prevalecem sobre o disposto em lei, “desde não que contrariem a Constituição Federal e as normas de segurança e saúde do trabalho”.  Parte significativa dos direitos trabalhistas previstos na Constituição não está regulamentada. O artigo 618 da CLT proíbe o parcelamento do pagamento do 13º em mais de duas vezes. “Parcelado ao longo do ano, o 13º não incide sobre o maior  salário, o que significa perda para o trabalhador. Além disso, num cenário de desemprego, permitir que a convenção coletiva supere a lei é forçar o trabalhador a renunciar a alguns direitos que estão resguardados pela Constituição”, frisa Miro Teixeira.

Educação
O professor Paulo Alonso, pró-Reitor da UniverCidade, estará lançando o livro Anos de Avanço na Educação, pela UniverCidade Editora, no próximo dia 2, às 19h. A obra reúne 39 artigos que analisam a expansão e o desenvolvimento da educação no Brasil, em todos os níveis, nos últimos oito anos. Paulo Alonso é autor de dois outros livros, A Educação em Angola e a Cooperação Internacional Universitária e Educação e Cultura. O lançamento será no Teatro da UniverCidade (Rua Humaitá 275, Humaitá, Rio de Janeiro-RJ).

O tempo passa
“Os ingredientes da receita cearense surpreendem pela simplicidade. O primeiro: liderança firme e continuidade administrativa, garantidas por Jereissatti (1987-1990) e Ciro (1991-1994), administradores testados e ambos do PSDB. O segundo ingrediente deveria ser trivial, mas é raro na experiência brasileira: moralidade, transparência, luta constante pela redução de custos”. Os rasgados elogios a Ciro Gomes foram feitos pelo então deputado e aliado José Serra, em artigo publicado no Jornal de Brasília de 13 de maio de 1993 – que vem sendo generosamente panfletado pela campanha de Ciro.
Antes de ter descoberto em Ciro os defeitos que expôs no horário eleitoral, Serra se referia ao então governador cearense da seguinte forma: “Recorre, sempre que possível, a soluções engenhosas e de baixo custo, como fez no combate ao flagelo da mortalidade infantil”. “No Ceará, Ciro pôde dar continuidade ao saneamento financeiro e administrativo…”

Artigo anteriorOlho vivo
Próximo artigoAlvo errado
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Cortes poupam petroleiras e ‘bolsa refrigerante’

Para liberar auxílio emergencial, governo prejudica setores essenciais.

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

Mirem-se nos exemplos da Shell e da Exxon

Petrobras é fundamental para o desenvolvimento brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Investimento chinês em pesquisa aumentará 7% ao ano até 2025

País divulga 14º Plano Quinquenal; desde 1953, PIB cresceu 1.232 vezes.

FMI: orçamento deve atender direitos das mulheres

No Egito, por exemplo, houve mais recursos para serviços públicos de creche.

Planos registram maior número de beneficiários desde dezembro de 2016

Dados de janeiro foram divulgados hoje pela ANS e confirmam tendência de crescimento no país.

MP-RJ pede júri popular para Flordelis e mais oito réus

Deputada é acusada de mandar matar o marido; 11 réus respondem ao processo, mas o MP pediu para não se pronunciar sobre dois deles.

Payroll de fevereiro surpreendeu positivamente as expectativas

Soma-se às surpresas a revisão no número anterior de 49k para 166k e, principalmente, a criação de vagas no setor privado em 465k.