À míngua

O Ministério da Educação (MEC) ainda não repassou R$ 61 milhões às universidades federais. As universidades receberam, até a última sexta-feira, R$ 68,8 milhões dos mais de R$ 117 milhões previstos em lei orçamentária, referentes aos duodécimos de janeiro, março e fevereiro, segundo Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). Essa dívida de R$ 48 milhões junta-se aos R$ 13 milhões, parte dos recursos financeiros de 2002, que as universidades também não receberam. A Andifes critica também o repasse de recursos semanalmente, porque “fere a autonomia constitucional de gestão financeira das universidades, além de gerar acúmulo de dívidas devido ao comprometimento dos recursos já empenhados”.

Passado
A Andifes afirma também que os equipamentos orçados em R$ 548 milhões que as universidades estão recebendo, citados em nota do MEC esta semana, são provenientes de convênios assinados há seis anos e começaram a ser entregues no início de 2002.

Risco
Para o tenente coronel Luiz Emannuel Palência Barbosa, especialista em cargas e produtos perigosos do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, 85% das cargas transportadas têm algum tipo de irregularidade. Motoristas não habilitados, produtos perigosos transportados inadequadamente e falta de informações sobre a carga são algumas das irregularidades. O Detran-RJ está concluindo parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Corpo de Bombeiros para atualizar a regulamentação desse transporte.

Vôo
O crescimento das exportações ajudou a Infraero a registrar um aumento de 24% no volume de mercadorias exportadas pelos terminais de logística de carga nos aeroportos. Houve também mudança no perfil das mercadorias, com maior participação de produtos com valor agregado, como eletrônicos, geladeiras e fogões. A Infraero fez a parte dela, ampliando e modernizando os armazéns.

Pela paz
O PT realiza, junto com outras organizações e partidos, no próximo domingo, ao meio-dia, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, ato pela paz e pelo fim da ação militar dos Estados Unidos no Iraque. O ministro da Cultura, Gilberto Gil, será uma das estrelas do show que acontecerá durante a manifestação. Segundo o secretário nacional de Mobilização do PT, Francisco Campos, os organizadores do ato esperam fazer um grande protesto, “a exemplo do que já ocorreu em várias capitais do mundo”.

Palpite
Cariocas rechaçam as acusações de que o campeonato de futebol do Rio é mal organizado. Afinal, deve ser o único do mundo em que, antes mesmo do início do torneio, já se sabe quem vai ser o campeão…

Reeleito
Agora com dois anos de mandato e não três, como antes, Edgar Silva Ramos, Ágora Sênior Corretora, foi reeleito para a presidência da Associação Nacional das Instituições do Mercado Aberto (Andima). A diretoria – agora com dois vice-presidentes – passa a ser ocupadas por 12 representantes das 265 entidades do mercado; antes eram dez. A posse foi marcada para o dia 14 de abril, em São Paulo, em presença do ministro da Fazenda, Antônio Palocci.

Pelas beiradas
Os efeitos do boicote contra produtos e empresas norte-americanos – Coca-Cola e McDonald”s são os mais falados – ainda não são sentidos pelas empresas. Mas não se pode subestimar o poder da Internet, nem o anti-americanismo reavivado por Bush. A proposta de boicote corre vários países e não será surpresa se afetar os principais símbolos dos EUA. Na Alemanha, segundo a Reuters, a Coca-Cola local apressou-se a dizer que é “uma empresa alemã”.

Refinaria
A governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Garotinho, participa hoje de ato em defesa da construção de uma refinaria no Norte fluminense. O ato será em Campos, berço político da governadora e principal cidade da região.

Artigo anteriorGaragem
Próximo artigoBaixas
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

A Disneylândia espacial dos trilionários

Jornada nas estrelas escancara a desigualdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Os ventos estão mudando

Por Afonso Costa.

Afeto e arte no Rio de Janeiro

Obrigado a todos que contribuíram para uma análise sensorial da vida pandêmica