UE fará empréstimos nos mercados de capitais de até 750 bi de euros

O Conselho da União Europeia (UE), aprovou nesta segunda-feira, o segundo pacote de planos de recuperação e resiliência (PRR), para aceder às verbas pós-crise da Covid-19, da Croácia, Chipre, Lituânia e Eslovénia.

Para financiar a recuperação, a Comissão Europeia vai contrair, em nome da UE, empréstimos nos mercados de capitais até 750 bilhões de euros em valores de 2018 – cerca de 800 bilhões de euros em valores atuais, o que se traduz em cerca de 150 bilhões de euros por ano, em média, entre meados de 2021 e 2026, fazendo da UE um dos principais emissores. Até ao momento, o executivo comunitário já fez duas emissões de dívida.

As verbas vão financiar o Mecanismo de Recuperação e Resiliência, avaliado em 672,5 bilhões de euros (valores de 2018) e elemento central do “Next Generation EU”, o fundo de 750 bilhões de euros aprovado pelos líderes europeus em julho de 2020 para a recuperação econômica da UE da crise provocada pela pandemia de Covid-19.

Estes planos tinham já tido a aprovação da Comissão Europeia e esse aval foi endossado pelos ministros da Economia e das Finanças da UE, que reunidos na manhã desta segunda-feira por videoconferência, informou o Conselho em comunicado.

Boas notícias para mais quatro Estados-membros – Croácia, Chipre, Lituânia e Eslovénia. Na sequência da aprovação das primeiras 12 decisões sobre planos nacionais no início deste mês, prosseguimos rapidamente o nosso trabalho para que estes Estados-membros pudessem começar a receber apoio para implementar as suas reformas e investimentos planejados o mais rapidamente possível”, disse o ministro das Finanças da Eslovénia, Andrej Sircelj, citado na nota.

Conforme noticiou o jornal português Observador, uma vez aprovado este segundo pacote de planos nacionais de investimentos e reformas, resta a Comissão Europeia celebrar com os quatro Estados-membros os acordos de financiamento – que regulam a transferência das subvenções – e os acordos de empréstimos, o que deverá suceder nos próximos dias, para que comecem a ser libertados os primeiros fundos, ao abrigo do pré-financiamento de 13% (do montante total de cada PRR) previsto no regulamento.

Objetivos diversos

O Conselho da UE destaca na nota que enquanto a Croácia pretende, com o seu PRR, atingir os objetivos ambientais e digitais através de uma melhoria da gestão da água e dos resíduos e de mobilidade sustentável, Chipre pretende reformar o seu mercado de eletricidade e melhorar a conectividade.

Já a Lituânia prevê mais aposta nas energias renováveis produzidas localmente e a Eslovénia quer investir em meios de transporte sustentáveis, adianta a estrutura que reúne os Estados-membros. Ao todo, a Comissão e o Conselho já aprovaram então 16 PRR, incluído o português.

Os restantes nove PRR não serão adotados antes de setembro, sendo que alguns Estados-membros ainda nem entregaram os respetivos planos a Bruxelas, casos de Holanda e Bulgária, que foram a eleições. Em meados deste mês, o Conselho Ecofin aprovou os primeiros 12 PRR, entre os quais o de Portugal, no valor global de 16,6 mil milhões de euros.

Reunidos em Bruxelas, os ministros das Finanças da UE aprovaram formalmente, sem surpresa, o primeiro pacote de planos formulados pelos Estados-membros e já validados pela Comissão Europeia para acederem aos fundos do pacote de recuperação “NextGenerationEU”, dando o seu aval – a chamada “decisão de execução do Conselho” – aos PRR de Portugal, Alemanha, Áustria, Bélgica, Eslováquia, Espanha, Dinamarca, França, Grécia, Itália, Letónia e Luxemburgo.

Randolpho De Souza
Editor de Seguros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Eve Urban deve vender 100 veículos elétricos de decolagem à Ascent

A Eve Urban Air Mobility, empresa da Embraer, e a norte-americana Ascent Flights Global Ltd. anunciaram nesta segunda-feira o aprofundamento da parceria para...

FBN inicia estratégia voltada ao setor de consórcios

Há nove anos, a FBN Corretora de Seguros constituiu uma nova empresa para atuar na área de benefícios. Na visão do seu fundador Kleber...

Prazo de inscrições do Programa Petrobras Conexões para Inovação

A Petrobras prorrogou para 15 de agosto, o prazo de inscrições do 3º edital do Programa Petrobras Conexões para Inovação - Módulo Startups -...

Últimas Notícias

A desigualdade entre os ‘iguais’

Por Rafael Luciano de Mello.

SP: alimentação puxa alta no preço da cesta básica

Segunda prévia do IGP-M variou negativamente em relação à segunda prévia do período anterior, mas avança ante a última divulgação.

Jovem baixa-renda é mais requisitado para voltar a trabalho presencial

Quanto menor a renda familiar, maior o percentual; brasileiros de 18 a 25 anos somam 42% das contratações temporárias no primeiro semestre.

Formbook afetou mais de 5% das organizações

Capaz de capturar credenciais e registrar digitação de teclado, malware figurou em segundo lugar no ranking mensal do país.