UE tenta expandir oportunidades no oeste da China

Nos primeiros oito meses de 2021, o volume comercial entre a China e a União Europeia (UE) aumentou 32,4% ano a ano. O volume comercial de 2021 poderá estabelecer um novo recorde e ultrapassar US$ 700 bilhões, informou Zhai Qian, funcionário do Ministério do Comércio (MOC) chinês na 16ª Feira de Cooperação de Negócios e Tecnologia China-UE.

O número de viagens feitas pelos trens de carga China-Europa ultrapassou 10 mil no mesmo período, um aumento anual de 32%. Nos primeiros sete meses deste ano, o investimento da China na UE e o investimento da UE na China cresceram 86,1% e 10,9%, respectivamente, em termos anuais, segundo Zhai.

“As economias da China e da UE são altamente complementares. Nos últimos anos, as trocas econômicas e comerciais bilaterais se expandiram em amplitude e profundidade, e a estabilidade e a resiliência das cadeias industriais e de suprimentos aumentaram”, afirmou Zhai.

Pandemia

Desde a eclosão da pandemia de Covid-19, a economia global e o comércio internacional têm enfrentado sérios desafios. O comércio e o investimento China-UE, no entanto, mostraram forte resiliência e mantiveram um desenvolvimento estável e forte, disse Zhang Ming, chefe da Missão Chinesa na UE.

A Pesquisa de Confiança Empresarial 2021, publicada pela Câmara de Comércio da UE na China em junho, mostrou que desde o surto da Covid-19, o mercado chinês se tornou o refúgio mais importante para as empresas da Europa. A maioria das empresas europeias na China estão dispostas a continuar no país e estão cheias de confiança e expectativas quanto às suas perspectivas de desenvolvimento na nação asiática.

Mais de 2.000 convidados chineses e estrangeiros participaram da feira online e offline, com foco em investimento, inovação científica e tecnológica, neutralidade de carbono, entre outros.

Zhang comentou que o oeste da China está se tornando uma nova fronteira para a abertura da China e uma nova região montanhosa para os intercâmbios e a cooperação econômicos e tecnológicos entre a China e a Europa.

Zhang espera que as empresas europeias aproveitem o rápido desenvolvimento econômico no oeste da China para criar mais oportunidades de negócios para benefícios mútuos.

Brasil

Segundo a agência Xinhua, em 2020, a China tornou-se o primeiro parceiro comercial do Brasil a superar a marca histórica de uma corrente de comércio (exportação + importação) superior a US$ 100 bilhões. Foram exatamente US$ 101.728 bilhões comercializados pelos dois países.

As exportações brasileiras alcançaram a cifra igualmente recorde de US$ 67.685 bilhões e as importações totalizaram US$ 34.042 bilhões. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia

No ano passado, o intercâmbio comercial com a China proporcionou ao Brasil um superávit de US$ 33.645 bilhões, correspondentes a aproximadamente 65% do saldo total acumulado pelo Brasil com todos os países no período.

Leia também:

China manterá política de liberação de reservas estatais de metais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Dívida de países pobres vai a US$ 860 bi e bate recorde em 2020

Estudo do Banco Mundial revela que alguns países chegaram a notar um aumento de 20% na dívida externa; em Angola e Moçambique, dívida aumentou...

Fome aumenta no mundo no Dia da Alimentação

No Dia Mundial da Alimentação, secretário-geral ressalta apelo à ação global para garantir segurança alimentar; mensagem sobre a data realça que cerca de 40%...

Pandemia acentua extrema pobreza no mundo

Das 27 capitais do Brasil, 18 tiveram aumento na taxa de extrema pobreza (quando a renda per capita é igual ou inferior a R$ 160 ao mês).

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...