‘Um ou dois grandes banqueiros vão para a prisão’

É a solução proposta por um senador democrata dos Estados Unidos.

O Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) ouviu políticos e especialistas para saber quais pontos-chave mudar para reduzir as fraudes praticadas pelos grandes bancos. Seis soluções foram propostas:

1) Apertar os requisitos de relatórios de transações suspeitas

2) Dar poder aos executivos de conformidade dos bancos

3) Fim do paraíso fiscal dos EUA – Jurisdições norte-americanas como Delaware, Wyoming e Dakota do Sul operam na farra do sigilo e evasão

4) Fechar a gigantesca lacuna do sigilo do Reino Unido

5) A Europa tem 27 abordagens diferentes para combater o crime financeiro. É hora de o continente trabalhar junto.

6) Proposto por um senador dos EUA, que pediu penalidades mais severas para executivos de bancos que lucram com a movimentação de dinheiro criminoso. “Acho que se alguns banqueiros forem para a cadeia, essas coisas param de acontecer”, disse ao ICIJ Sherrod Brown, um democrata de Ohio. “Um ou dois grandes banqueiros vão para a prisão, e o mundo vai mudar um pouco.”

 

Quem decide o fim da pandemia?

Em algum momento do ano que vem teremos uma vacina contra o Sars-CoV-2. “Isso posto, um novo e robusto conjunto de decisões está na mesa. Qual vacina, qual população e qual estratégia da campanha são as principais novas perguntas”, enumera a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

A entidade considera que devem ser adotadas todas as vacinas que forem registradas pela Anvisa e incorporadas pelo SUS mediante análise da Conitec.

Haverá vacinas registradas (seguras e eficazes) cujo preço não recomendará a sua incorporação.[…] Tudo indica também que haverá mais de uma vacina a quatro ou cinco dólares por dose, pelo menos enquanto durar a pandemia. Entendemos que serão essas as que o SUS fornecerá”, sustenta a Abrasco em comunicado.

Sobre o fim da pandemia, aparece outra pergunta: quem decide o momento do fim da pandemia? A resposta mais lógica sugere que isso deve caber a quem declarou o momento de seu início – a OMS. Não fará sentido que o fim da pandemia seja definido por uma empresa desenvolvedora de vacina. Neste caso, o que foi estabelecido em bases humanitárias seria substituído pelo realismo necrófilo do mercado”, alerta.

 

Brasil acima de tudo

Militares da reserva – graduados e praças – fizeram nesta quarta-feira novo protesto em Brasília contra a falta de palavra de Bolsonaro. Criticam o presidente por desmontar a Petrobras ou entregar a Eletrobras e os Correios? Não. Querem que honre o compromisso de repara perdas que tiveram com a Reforma da Previdência. Os generais já abocanharam seu quinhão.

 

Não deve manter

Ao detonar a vacina chinesa, Bolsonaro repete o truque: desvia atenção da crise, que agora provoca aumento da comida, e reagrupa tropa contra inimigos interno e externo, João “Vermelho” Doria e comunas chineses. Só que mexer com saúde pode fazer feitiço virar contra o feiticeiro.

 

Rápidas

O Instituto Reação e a Rede D’Or realizarão nesta quinta-feira palestra online sobre prevenção e conscientização do câncer de mama para colaboradores e famílias atendidas pela ONG *** A DFL, em parceria com a Colgate Professional Brasil, doou kits de cuidados odontológicos para crianças e adolescentes da Fundação Amélia Dias, na Praça Seca, no Rio de Janeiro *** O professor e filósofo Mário Sérgio Cortella será um dos palestrantes no Encontro Nacional de Administradoras de Condomínios – Enacon 2020, que ocorrerá 11 e 12 de novembro, online. Detalhes aqui *** A PUCPR lançou uma série de cursos voltados para a área de saúde. Detalhes aqui *** Nesta quinta-feira, às 19h, ocorrerá o lançamento virtual do livro Franco Montoro: educação, política e direito, de Gabriel Chalita, com organização dos advogados André Tavares e Guilherme Amorim. Ao vivo pelo YouTube *** Raphael Ramirez fala sobre “Eventos 4.0”, quinta, às 17h, via Instagram @labpromuvatijuca *** Pela primeira vez, o jornal de maior circulação nos Estados Unidos, o USA Today, fundado em 1982, anunciou apoio a um candidato às eleições presidenciais. O escolhido foi o preferido do establishment, Joe Biden.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Falta de servidores traz prejuízo, inclusive financeiro

Fila de segurados no INSS vai engrossar precatórios em R$ 11 bilhões.

Desmonte do Estado se dá pelas beiradas

Miçangas e espelhos empurram reformas administrativas nos municípios.

O que vale pros precatórios vale pra dívida interna?

Se calotes são defensáveis, poderiam ser estendidos para os títulos públicos.

Últimas Notícias

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...