‘Um ou dois grandes banqueiros vão para a prisão’

348

O Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) ouviu políticos e especialistas para saber quais pontos-chave mudar para reduzir as fraudes praticadas pelos grandes bancos. Seis soluções foram propostas:

1) Apertar os requisitos de relatórios de transações suspeitas

2) Dar poder aos executivos de conformidade dos bancos

3) Fim do paraíso fiscal dos EUA – Jurisdições norte-americanas como Delaware, Wyoming e Dakota do Sul operam na farra do sigilo e evasão

Espaço Publicitáriocnseg

4) Fechar a gigantesca lacuna do sigilo do Reino Unido

5) A Europa tem 27 abordagens diferentes para combater o crime financeiro. É hora de o continente trabalhar junto.

6) Proposto por um senador dos EUA, que pediu penalidades mais severas para executivos de bancos que lucram com a movimentação de dinheiro criminoso. “Acho que se alguns banqueiros forem para a cadeia, essas coisas param de acontecer”, disse ao ICIJ Sherrod Brown, um democrata de Ohio. “Um ou dois grandes banqueiros vão para a prisão, e o mundo vai mudar um pouco.”

 

Quem decide o fim da pandemia?

Em algum momento do ano que vem teremos uma vacina contra o Sars-CoV-2. “Isso posto, um novo e robusto conjunto de decisões está na mesa. Qual vacina, qual população e qual estratégia da campanha são as principais novas perguntas”, enumera a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

A entidade considera que devem ser adotadas todas as vacinas que forem registradas pela Anvisa e incorporadas pelo SUS mediante análise da Conitec.

Haverá vacinas registradas (seguras e eficazes) cujo preço não recomendará a sua incorporação.[…] Tudo indica também que haverá mais de uma vacina a quatro ou cinco dólares por dose, pelo menos enquanto durar a pandemia. Entendemos que serão essas as que o SUS fornecerá”, sustenta a Abrasco em comunicado.

Sobre o fim da pandemia, aparece outra pergunta: quem decide o momento do fim da pandemia? A resposta mais lógica sugere que isso deve caber a quem declarou o momento de seu início – a OMS. Não fará sentido que o fim da pandemia seja definido por uma empresa desenvolvedora de vacina. Neste caso, o que foi estabelecido em bases humanitárias seria substituído pelo realismo necrófilo do mercado”, alerta.

 

Brasil acima de tudo

Militares da reserva – graduados e praças – fizeram nesta quarta-feira novo protesto em Brasília contra a falta de palavra de Bolsonaro. Criticam o presidente por desmontar a Petrobras ou entregar a Eletrobras e os Correios? Não. Querem que honre o compromisso de repara perdas que tiveram com a Reforma da Previdência. Os generais já abocanharam seu quinhão.

 

Não deve manter

Ao detonar a vacina chinesa, Bolsonaro repete o truque: desvia atenção da crise, que agora provoca aumento da comida, e reagrupa tropa contra inimigos interno e externo, João “Vermelho” Doria e comunas chineses. Só que mexer com saúde pode fazer feitiço virar contra o feiticeiro.

 

Rápidas

O Instituto Reação e a Rede D’Or realizarão nesta quinta-feira palestra online sobre prevenção e conscientização do câncer de mama para colaboradores e famílias atendidas pela ONG *** A DFL, em parceria com a Colgate Professional Brasil, doou kits de cuidados odontológicos para crianças e adolescentes da Fundação Amélia Dias, na Praça Seca, no Rio de Janeiro *** O professor e filósofo Mário Sérgio Cortella será um dos palestrantes no Encontro Nacional de Administradoras de Condomínios – Enacon 2020, que ocorrerá 11 e 12 de novembro, online. Detalhes aqui *** A PUCPR lançou uma série de cursos voltados para a área de saúde. Detalhes aqui *** Nesta quinta-feira, às 19h, ocorrerá o lançamento virtual do livro Franco Montoro: educação, política e direito, de Gabriel Chalita, com organização dos advogados André Tavares e Guilherme Amorim. Ao vivo pelo YouTube *** Raphael Ramirez fala sobre “Eventos 4.0”, quinta, às 17h, via Instagram @labpromuvatijuca *** Pela primeira vez, o jornal de maior circulação nos Estados Unidos, o USA Today, fundado em 1982, anunciou apoio a um candidato às eleições presidenciais. O escolhido foi o preferido do establishment, Joe Biden.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui