União Química abrirá centro de distribuição no RJ

O Estado do Rio de Janeiro ganhará uma unidade da farmacêutica União Química, no município de Itatiaia, no Sul Fluminense. O anúncio foi feito nesta quinta-feira durante visita do governador Cláudio Castro à sede da empresa, em Guarulhos (SP). Com 5 mil metros quadrados, a central de distribuição começa a funcionar no início de dezembro, gerando mais de 200 empregos diretos.

“Essa é mais uma grande empresa que aposta no Estado do Rio nesse momento de retomada. Isso significa mais investimento e também mais qualidade de vida para a população, com a geração de empregos. A chegada da União Química, que é uma das maiores empresas do Brasil, demonstra que estamos no caminho certo”, afirmou o governador Cláudio Castro, que foi acompanhado na visita pelos secretários da Casa Civil, Nicola Miccione, e de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Vinícius Farah.

Com um investimento de R$ 100 milhões no primeiro ano, a nova unidade logística em Itatiaia será responsável por 15% das operações da empresa no Brasil. Depois que a central de distribuição entrar em operação, a União Química espera entregar seus produtos no estado no mesmo dia do pedido ou em no máximo 24 horas.

“Com esses investimentos que o Estado tem feito, voltamos a ter confiança no Rio de Janeiro, que se tornou outra vez a porta de entrada do país. É, novamente, a vez do Rio. Por isso, nós e outras empresas do Brasil e de fora estão chegando ao estado”, disse Fernando de Castro, presidente da União Química.

Há 80 anos no mercado farmacêutico, a União Química, empresa que acredita na retomada do mercado fluminense, atua em diversos segmentos, atendendo hospitais públicos e privados, farmácias e consultórios. A empresa possui cinco unidades de negócio (Agener, Farma, Genom, Hospital e Terceirização) e oito unidades fabris em São Paulo, Minas Gerais e no Distrito Federal, além de um parque focado em biotecnologia nos Estados Unidos.

Nos últimos meses, grandes corporações anunciaram a abertura de unidades no Estado do Rio de Janeiro, entre elas a gigante de tecnologia Amazon, a BRF – uma das líderes mundiais no ramo alimentício – e o grupo varejista Magazine Luiza.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Edersou Souza Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Rio: plano de recuperação poderá passar por ajustes

Cláudio Castro diz que texto voltará a ser discutido com Ministério da Economia em 15 dias.

Modelo do Santos Dumont favorece aeroportos de outros estados

Concessionária de Guarulhos pode pedir revisão de seu contrato se edital mudar.

Falta de doses suspende calendário de vacinação infantil

Nesta semana continua repescagem para crianças de 11 anos; estado suspende visitas a pacientes para evitar contágio por Ômicron.

Últimas Notícias

Electrolux lança desafio para arquitetos e designers de interiores

A Archademy, primeiro Market Network de Arquitetura e Design de Interiores do Brasil, abre inscrições para a edição do seu Archathon Electrolux 2022. O...

Gestão do Hopi Hari ganha na justiça e se mantém no parque

A gestão do Parque Temático Parque Hopi Hari acaba de obter decisão favorável, proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, para...

Bancos chineses registram compra líquida de divisas em 2021

Os bancos chineses registraram uma compra líquida de divisas em 2021, pois a taxa de câmbio do iuan permaneceu geralmente estável e os fluxos...

RNI: Plano de negócio tem o melhor resultado dos últimos 7 anos

Prévia do 4T21 da construtora e incorporadora RNI, do grupo Empresas Rodobens, indica resultados superiores aos últimos sete anos. A empresa, que completou 30...

Chile quer renacionalizar cobre e bens públicos estratégicos

A campanha pela renacionalização do cobre e dos bens públicos estratégicos entregues às transnacionais durante o governo de Augusto Pinochet (1973-1990) tem sido impulsionada...