Vacinas vendidas por até 24x o custo de produção

Aliança denuncia altos lucros dos laboratórios.

Ativistas da People’s Vaccine Alliance avaliam que as empresas Pfizer/BioNTech e Moderna estão cobrando dos governos pelas vacinas contra Covid até US$ 41 bilhões acima do custo estimado de produção. A estimativa é que cada dose de uma vacina do tipo mRNA, como as produzidas pelos 2 laboratórios, tenha um custo de US$ 1,20. Se confirmado este valor, o consórcio Covax, criado para ajudar os países a ter acesso às vacinas, pagou, em média, quase cinco vezes mais.

A People’s Vaccine Alliance, integrada por 70 organizações, como a britânica Oxfam, ressalta que os medicamentos só foram desenvolvidos graças a financiamento público da ordem de US$ 8,3 bilhões. “Devido à falta de transparência das empresas farmacêuticas, os custos exatos de pesquisa, desenvolvimento e fabricação de vacinas são desconhecidos. As estimativas são baseadas em estudos de técnicas de produção de mRNA.”

Alguns números destacados pela aliança:

– o preço mais baixo relatado da Pfizer é de US$ 6,75, para a União Africana; 1 dose da vacina custa o mesmo que Uganda gasta por cidadão com saúde em um ano inteiro;

– o maior preço relatado pago pela vacina da Pfizer foi em Israel a US$ 28 a dose – quase 24 vezes o custo potencial de produção;

– a União Europeia pode ter pago € 31 bilhões a mais por seu 1,96 bilhão de vacinas da Moderna e da Pfizer;

– a Moderna cobrou dos países entre 4 e 13 vezes o preço de custo potencial da vacina e supostamente ofereceu à África do Sul um preço entre US$ 30 e 42 por dose;

– a Colômbia está pagando o dobro do preço pago pelos EUA pelas vacinas da Moderna;

– o Senegal pagou cerca de US$ 20 a dose de vacina da Sinopharm;

– sem o oligopólio, os US$ 9,3 bilhões gastos pelo consórcio Covax permitiriam vacinar todos os cidadãos de países de baixa e média renda; em vez disso, só serão atendidos 23% das pessoas.

A Pfizer prevê receitas de US$ 26 bilhões com 1,6 bilhão de doses de vacina, portanto, a um custo médio por dose de US$ 16,25. A Moderna prevê vendas de US$ 15 bilhões, a um custo médio entre US$ 19,20 e US$ 24 por dose (contra um preço de custo potencial estimado de US$ 2,85 por dose).

O relatório não fala do Brasil, mas por aqui as doses saíram entre US$ 10 e US$ 12 (Pfizer); US$ 10 (Janssen); US$ 3,16 (AstraZeneca produzida na Fiocruz) e US$ 5,25 (AstraZeneca produzida na Índia); e R$ 58,20, cerca de US$ 12 (Coronavac).

Como o governo brasileiro comprou 200 milhões de doses da Pfizer, e o valor estimado acima do custo é de quase US$ 10 em média por dose, só aqui a farmacêutica norte-americana, em parceria com a alemã BioNTech, faturará US$ 2 bilhões.

 

Sem futuro

Educação é prioridade nos belos discursos da elite brasileira, mas a realidade é que, desde 2015, o número de matrículas em tempo integral no ensino público caiu 31%. Muito porque o Governo Federal reduziu a verba para ajudar estados e municípios a bancar as escolas.

 

Rápidas

O West Shopping recebe o músico George Israel, ex-Kid Abelha, neste domingo, em sua programação especial de Dia dos Pais, às 14h *** A Digisystem está com 80 vagas com salários de R$ 1.688 até R$ 15 mil, especialmente na área de tecnologia *** Em comemoração ao Dia Internacional dos Povos Indígenas, próxima segunda, o Parlamento Indígena do Brasil (Parlaíndio) fará o webnário “Palavra Indígena, Saberes Ancestrais”, de 9 a 11 de agosto.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Terceira via tira a máscara

Diferença para atual governo está nos métodos, não nos fins.

Baía de Guanabara como sujeito de direitos

Em SC, Judiciário debate gestão e governança da Lagoa da Conceição.

Melhor bolinho de bacalhau

O mais novo ‘Patrimônio Cultural’, que foi frequentado por Pixinguinha.

Últimas Notícias

SP: alimentação puxa alta no preço da cesta básica

Segunda prévia do IGP-M variou negativamente em relação à segunda prévia do período anterior, mas avança ante a última divulgação.

Jovem baixa-renda é mais requisitado para voltar a trabalho presencial

Quanto menor a renda familiar, maior o percentual; brasileiros de 18 a 25 anos somam 42% das contratações temporárias no primeiro semestre.

Formbook afetou mais de 5% das organizações

Capaz de capturar credenciais e registrar digitação de teclado, malware figurou em segundo lugar no ranking mensal do país.

Sauditas liberam exportação de carne de unidades de Minas

De acordo com o Ministério da Agricultura, autoridades do país suspenderam o bloqueio de cinco plantas de carne bovina mineira.