Vagas de emprego são escassas, mas possíveis

Autor de Emprego Certo! propõe desconstrução de modelos de recolocação e sugere como ter acesso mais direto a recrutadores.

O desemprego atinge 14 milhões de pessoas, segundo o balanço mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O cenário de pandemia vem colocando um mercado de trabalho restrito e adaptado, que cobra habilidades técnicas específicas do profissional aliadas a um perfil pessoal atrativo.
Neste cenário, dicas de empregabilidade que ajudem a conquistar e manter o emprego diante de tantos candidatos precisando de uma vaga podem ser bastante valiosas. O mercadólogo e especialista na recolocação de executivos e profissionais, com 18 anos de carreira, Claudio Riccioppo de Moraes, da https://employability.com.br/, aponta caminhos no livro Emprego Certo! (Autografia).
Segundo ele, emprego é consequência da empregabilidade e apesar da queda do número de vagas, cada candidato precisa de uma. “O livro ajuda a aprender a conquistar as poucas vagas que existem.”
Emprego Certo! mostra como se destacar quando o assunto é oportunidade profissional e propõe a desconstrução do modelo de recolocação: Moraes não acredita em sites de vagas de emprego, por exemplo, apesar da popularidade dos mesmos, e aponta a saída para eles e a ter acesso direto aos recrutadores, criando com eles um relacionamento capaz de permitir ao candidato ser mais que uma folha rígida de papel nas mãos de quem toca os processos seletivos. “Como já há uma aprovação social de que ir pelos sites é o normal, as pessoas seguem o fluxo da derrota coletiva, mesmo no fundo sabendo que não será por ali que conquistarão a melhor oportunidade para a sua carreira”.
Claudio Riccioppo de Moraes acumula em seu portfólio, entre outros, cases de profissionais sem nenhuma experiência dos quais explorou habilidades pessoais e vivências, assim como profissionais com faixa etária mais alta e que preliminarmente poderiam nem ser entrevistados por um pré-conceito do mercado, mas que com um formato de apresentação diferente, puderam mostrar suas competências e recolocaram-se.
Além de ensinar a conquistar um emprego, o autir aborda o crescimento profissional e salarial e é apoio também para quem está empregado e que acredita que somente em uma nova empresa conquistará mais.
– Se os resultados que se pretende alcançar na conquista de um novo projeto profissional não estão acontecendo, é de suma importância investir tempo em ferramentas, orienta o autor, para quem não há mágica, mas esforço direcionado.
Em 10 capítulos, o livro trata de direcionamento de carreira, definição, elaboração curricular, entrevistas de emprego, conceitos básicos de negociação salarial, simulação de entrevista, LinkedIn, Job Hunting, Professional Branding e apresenta dicas para planejamento de carreira.
A obra também busca trabalhar no candidato elementos emocionais, como o medo, e incentiva os leitores a terem confiança para partir à ação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

BNDES reduz valor e amplia acesso a financiamento para N e NE

Permitir que mais empresas consigam financiar investimentos

Petrobras desenvolve mapeamento digital

Petroleira diz que já conseguiu mapear uma área de 18.700 km² (equivalente a 85% do território de Sergipe)

Morre Paulo Cunha, do Grupo Ultra

De perfil nacionalista e formado em Engenharia Industrial Mecânica pela PUC-RJ, começou sua vida profissional na Petrobras.

Últimas Notícias

Cruzeiros marítimos estão em busca do tempo perdido

O setor quer recuperar o tempo que a pandemia atrapalhou

Fundos de investimento: R$ 8 bi de captação líquida

Renda fixa foi o destaque do primeiro semestre

Petrobras faz oferta de recompra de títulos globais

Interessados têm prazo até 12 de julho

Inscrições para Prêmio de Inovação em Seguros da CNseg

Premiação acontecerá em dezembro para três categorias

Abavt apresenta propostas para Dpvat

Ministério da Economia cria grupo de trabalho para discutir solução