Vale remunera acionistas em US$ 1,65 bilhão

A Companhia Vale do Rio Doce propôs aos acionistas da companhia a remuneração de US$ 1,65 bilhão em 2007, quantia que será dividida em duas parcelas iguais a serem pagas em abril e outubro. A proposta, que representa uma remuneração equivalente a US$ 0,6828 por ação ordinária ou preferencial em circulação, ainda será submetida ao conselho de administração da companhia.
O valor proposto é 27% superior à quantia paga em 2006, de US$ 1,3 bilhão, e representa um aumento de 77,6% sobre a remuneração média anual dos últimos cinco anos. A Vale informou ainda que durante o período 2001 a 2006, o retorno total para os investidores da empresa foi de 42,7% ao ano.
“Ao mesmo tempo, [esse valor] é consistente com as diretrizes da política financeira da Vale que prevêem a preservação de um balanço saudável e, mais especificamente, de um nível de alavancagem indicativo de endividamento de baixo risco”, divulgou em nota a companhia.

Artigo anteriorAmigos, amigos…
Próximo artigoTantantan…
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Brasil: 3º maior em descomissionamento offshore em 10 anos

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 1584/21 que propõe regras para o desmonte e a reciclagem de embarcações e de instalações...

Eve faz parceria para acelerar soluções de mobilidade aérea urbana

A Eve Urban Air Mobility Solutions, Inc (Eve), da Embraer, e a Skyports, companhia líder no segmento de vertiportos, anunciaram nesta segunda-feira uma parceria...

UE promete tolerância zero em relação a fraude

A Comissão Europeia vai ter “tolerância zero” em relação à fraude e às “desconformidades” na utilização dos fundos europeus por parte dos 27 Estados-membros...

Primeiros REITs da China começam a ser negociados

O primeiro lote de fundos de investimento imobiliário em infraestrutura (REITs, sigla em inglês) da China começou a ser negociado nesta segunda-feira, com cinco...

Investimento estrangeiro direto recua 20 anos no Brasil

Os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED), devido a crise da Covid-19, despencaram globalmente em 35% em 2020, ao passarem de US$ 1,5 trilhão...