Lucro da Vale em 2023 cai para menos da metade

No quarto trimestre de 2023, o lucro da Vale teve queda de 35%; presidente da companhia destaca 'transformação cultural'

71
Logo da Vale em prédio da companhia
Vale (foto divulgação)

A Vale (VALE3) alcançou lucro líquido de US$ 7,98 bilhões em 2023, pouco menos da metade do resultado obtido em 2022 (US$ 16,73 bilhões). A receita de vendas caiu pouco (de US$ 43,84 bilhões em 2022 para US$ 41,78 bilhões no ano passado). A margem Ebitda ajustado ficou em 43% em 2023, ante 45% em 2022.

A Vale teve queda de 35% no lucro líquido de US$ 2,418 bilhões no quarto trimestre de 2023 (4T23) na comparação com o mesmo período de 2022 (US$ 3,724 bilhões). Na comparação com o terceiro trimestre, o lucro aumentou 14,7% (US$ 2,836 bi). O relatório financeiro foi divulgado nesta quinta-feira pela mineradora.

Segundo o relatório, um dos destaques foi o Ebitda ajustado proforma das operações continuadas de US$ 6,7 bilhões no 4T23, um aumento de 35% a/a e 50% t/t, como resultado do melhor desempenho operacional e dos maiores preços de minério de ferro. O Ebtida ajustado proforma das operações continuadas foi de US$ 19 bilhões em todo o ano de 2023, 9% menor a/a, devido, principalmente, aos menores preços referência médios de minério de ferro, cobre e níquel durante o ano.

“2023 foi um ano marcante para a Vale. Nossos resultados traduziram a evolução da nossa transformação cultural voltada para a segurança e o nosso progresso em direção à excelência operacional. Em relação à nossa Jornada de Segurança, registramos em 2023 a menor taxa de frequência de acidentes de nossa história. Nossa produção de minério de ferro de 321 Mt em 2023 superou nosso guidance e forneceu evidências de uma maior confiabilidade de ativos e processos”, afirmou, no comunicado à imprensa, o presidente da empresa, Eduardo Bartolomeo.

Espaço Publicitáriocnseg
Eduardo Bartolomeo explica lucro da Vale em 2023
Eduardo Bartolomeo destaca crescimento em cobre e níquel (foto reprodução Linkedin)

“Além disso, inauguramos nossa 1ª planta de briquetes e firmamos uma parceria com a Anglo American em uma operação de classe mundial, passos importantes para sustentar nosso crescimento em volumes com qualidade. Em nosso caminho para transformar o negócio de Metais para Transição Energética, a produção de cobre teve um crescimento impressionante de 50% no 4º trimestre, enquanto a produção de níquel ficou em linha com o guidance”, prosseguiu Bartolomeo.

O presidente da Vale destacou “progresso substancial” nas reparações de Brumadinho e Mariana. “Por fim, continuamos focados em uma alocação de capital disciplinada, retornando valor aos nossos acionistas de forma consistente, conforme evidenciado pelo nosso recente anúncio de dividendos. Cumprimos o que prometemos e estou entusiasmado que a Vale está avançando em direção a níveis de desempenho ainda melhores”, comentou Eduardo Bartolomeo.

O custo caixa C1 de finos de minério de ferro, excluindo compras de terceiros, foi 5% menor t/t, atingindo US$ 20,8/t no 4T. Em 2023, o C1 totalizou US$ 22,3/t, ficando abaixo do guidance de US$ 22,5/t para o ano. E Fluxo de Caixa Livre das Operações de US$ 2,5 bilhões no 4T, representando uma conversão de EBITDA em caixa de 37%.

De acordo com o relatório, ainda, a Vale elevou em US$ 1,2 bilhão a provisão de recursos relacionada à Fundação Renova, criada para gerir as compensações e reparações pelo rompimento de barragem da Samarco – joint venture da Vale com o grupo BHP -, em Mariana (MG), em novembro de 2015.

O relatório mostra que houve investimentos de US$ 2,1 bilhões no 4T, um aumento de US$ 331 milhões a/a, principalmente como resultado dos maiores investimentos nos projetos de Soluções de Minério de Ferro, especialmente Capanema e Estrada de Ferro Carajás, e aos maiores investimentos para melhorar nossas operações de mina de Metais para Transição Energética.

A Dívida bruta e arrendamentos foi de US$ 13,9 bilhões em 31 de dezembro de 2023, US$ 113 milhões menor t/t.

A Dívida líquida expandida chegou a US$ 16,2 bilhões em 31 de dezembro de 2023, US$ 670 milhões maior t/t, principalmente devido ao incremento de provisão de US$ 1,2 bilhão relacionada à Fundação Renova e a um potencial acordo global. A meta de dívida líquida expandida da Vale continua a ser de US$ 10-20 bilhões.

Criação e distribuição de valor

Segundo o relatório, US$ 2,4 bilhões em dividendos estão para serem pagos em março de 2024, considerando a política de dividendos da Vale aplicada aos resultados do 2S23 e US$ 2 bilhões de dividendos e juros sobre capital próprio foram pagos em dezembro de 2023, referentes a antecipação da apropriação dos resultados de 2023.

Houve alocação de US$ 44 milhões no trimestre como parte do 4º programa de recompra de ações. Até a data deste relatório, o 4º programa de recompra foi 15% concluído, com 22,6 milhões de ações recompradas.

Acontecimentos

O relatório ainda revela o acordo assinado com a Anglo American, em fevereiro, para adquirir 15% de participação e estabelecer uma parceria compreendendo o complexo de minério de ferro Minas-Rio e os recursos da Serra da Serpentina, detidos pela Vale, no Brasil.

Segundo a publicação, após a conclusão da transação, a Vale receberá sua participação pro-rata da produção de Minas-Rio. Minas-Rio tem uma capacidade estimada de 26,5 Mtpa de produção de pellet feed de alta qualidade.

MoU assinado com a Hydnum Steel, em fevereiro, para avaliar em conjunto a possibilidade de construção de uma planta de briquetes de minério de ferro no principal projeto da Hydnum Steel para aço verde em Puertollano, Espanha. A planta começará a produzir 1,5 Mtpa de aço laminado em 2026 e está projetada para ter uma capacidade de 2,6 Mtpa a partir de 2030.

Matéria atualizada às 11h41 de 23/2/2024 para inclusão dos resultados no ano todo

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui