Vantagem comparativa

A mudança da matriz energética de energia elétrica para gás natural não apenas é prejudicial ao país, como faz com que perca vantagens comparativas em relação a nações sem os mesmos recursos naturais. O alerta é dos professores Harry Rothman,  da University of West of England, e Francisco Rosillo-Calle, do King”s College, que lançam, hoje, na Unicamp, o livro Industrial  uses of biomass energy: the example of Brazil. Para  Rothman, o Brasil tem uma chance única de se favorecer na competição global, graças a suas condições geográficas e climáticas particulares. Ele defende que o país aumente a produção de energia de biomassa.
Dependência
Segundo dados da Unicamp, hoje, cerca de 40% da energia primária consumida no Brasil vem do petróleo; 35% de hidroelétricas e  25% de materiais biológicos como lenha ou bagaço de cana (energia de biomassa). Além disso, o Brasil desperdiça, atualmente, pelo menos 14 milhões de toneladas/ano de resíduos florestais. Os pesquisadores da Unicamp advertem que o avanço no país de mais um combustível fóssil, como o gás natural (incrementado pelo gasoduto Brasil-Bolívia), ameaça transformar em monopólio uma energia altamente poluente e finita. Os especialistas advertem ainda que, embora não seja uma questão imediata, a crise energética já ocupa o centro das preocupações estratégicas dos países mais desenvolvidos.

Só barulho?
O Detran-RJ inaugurou, anteontem, um novo serviço para aferir o grau de ruído dos veículos do estado. O serviço, que está em fase de testes, por 15 dias, em apenas dois postos de atendimento, se aprovado, continuará gratuito, segundo o Detran. No entanto, diante do furor tributário já demonstrado pelo Governo Garotinho, o contribuinte deve colocar as barbas de molho para se prevenir de nova acelerada sobre o seu bolso.

Ataque em massa
Inaugurado com pompa, o “portal” Globo.com anunciou que recebeu 563 mil usuários somente na segunda-feira. Tal número causa espanto. Mais ainda quando se sabe que, segundo a 5ª Pesquisa Internet Brasil, realizada pelo Ibope em dezembro do ano passado, a rede de computadores mundial conta com 3,3 milhões de usuários no Brasil. Destes, 53% (1,750 milhão) acessam a Internet todos os dias ou quase todos os dias. Se todos eles resolveram entrar na rede na segunda-feira e, além de outros serviços como e-mail, chats etc., visitaram a Web, a parte gráfica da Internet, chegamos à conclusão de que um em cada três brasileiros conectados deram uma passadinha pelo “portal” da Globo. Deve ser novo recorde mundial.

Soberania
O físico José Leite Lopes, do CBPF/Rio de Janeiro e colaborador bissexto do MM, participa hoje, no Instituto de Física Gleb Wataghin, da Unicamp, do seminário “A ciência e a soberania nacional”. O evento, promovido pela Associação dos Pós-Graduandos em Física (APGF) e a coordenação da Pós-Graduação do IFGW, revela-se ainda mais atual num governo que fez da importação de sucatas tecnológicas o principal corolário de sua política de desmonte da produção científica nacional.

No tom
Com uma apresentação de feras, como Marcio Montarroyos, Ricardo Silveira e Artur Maia, a Giraldia UpJazz – Rua Maria Angélica 37, no Jardim Botânico – reabre suas portas, hoje, às 22h, apostando em tornar-se uma alternativa à escassez da boa música no Rio.

Arejar o debate
Um dos principais centros pensantes do país, a Unicamp inaugurou a TV Universitária, cuja produção está a cargo, além da própria da Unicamp, da PUC-Campinas, da Unip e da Universidade São Francisco. A transmissão será feita pelo Canal 10 da Net Campinas.

Servidores querem 63% de reajuste
Os servidores públicos federais realizam hoje, em Brasília, ato público por 63,83% de reajuste salarial. Segundo a Coordenação Nacional das Entidades de Servidores Públicos, há cinco anos os servidores da União não recebem reajuste salarial, apesar do “dólar, que no início do real valia R$ 0,89, vale hoje R$ 1,80, o dobro. Os preços dos combustíveis, da eletricidade, da água, dos alimentos, dos aluguéis sobem todo o dia”. A manifestação faz parte da Campanha Salarial 2000e tem por objetivo pressionar o governo a conceder reajuste com base no cálculo do Dieese quanta às perdas salariais.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAtraso
Próximo artigoEsqueceu

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Mirando agora na PEC dos Precatórios

Ultrapassada a decisão do Copom, investidores vão mirar na avaliação da PEC cheia de 'jabutis' que ainda não foram retirados.

Funcionalismo público: críticas e realidade da categoria

Por Relly Amaral Ribeiro.

Scheer Churrasqueiras dobra vendas na pandemia

Empresa lançou 25 itens em sua linha residencial.

RJ terá receita extra de R$ 100 bilhões

Uma receita extra de R$ 100 bilhões nos próximos dez anos é o que prevê o governo do Estado do Rio de Janeiro com...

Forte recuperação do seguro Viagem

O seguro Viagem continua a mostrar recuperação depois de um forte período de quedas devido à pandemia da Covid-19 e às restrições impostas como...