Varejo corre risco de desabastecimento para vendas do fim do ano

Gargalo de insumos vindos da China preocupa; aumento de consumo de redes sociais é uma das melhores possibilidades para aumentar vendas.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o varejo brasileiro apresentou uma melhora no desempenho na passagem de abril para maio, o que fez o volume de vendas ficar 3,9% acima do nível de fevereiro de 2020, no pré-pandemia.

Setores como os de material de construção, artigos farmacêuticos, artigos de uso pessoal e doméstico, supermercados, móveis e eletrodomésticos estão com superavit em relação ao mesmo período do ano passado, o que cria um clima de euforia entre os economistas. Porém, nem tudo são flores em relação a esse cenário de uma provável retomada.

“Há uma tendência de falta de produtos e insumos vindos da China”, alerta Claus Malamud, sócio do Mr China Imports.

Segundo ele, o tempo de produção de insumos na China já está mais alto que o normal. “A depender do produto, antes podíamos agendar com sete dias de antecedência, e pagando fretes no valor de 1/5 em relação ao que se paga hoje. Atualmente, estamos agendando com 15, 20 dias de antecedência para conseguir uma vaga no container que está custando cerca de US$ 10 mil”, explica.

Essa tendência de reaquecimento do mercado deve-se, em grande parte, com o otimismo gerado na economia pela aplicação das vacinas contra a Covid -19, mas os comerciantes, além de médios e pequenos empreendedores, devem ficar atentos com a proximidade de duas datas importantes para o comércio: Dia das Crianças e o Natal.

“O mais seguro é realizar as importações com três, quatro meses de antecedência antes de qualquer grande data comemorativa”.

Segundo levantamento Social Commerce, realizado pela All iN Social Miner, 74% dos brasileiros usam redes sociais para fazer compras, por isso, cada vez mais o comércio digital tem se reinventado para alcançar o maior número de usuários e aumentar suas vendas. Com o crescimento de 75% no comércio eletrônico desde o começo da pandemia, de acordo com levantamento da Mastercard SpendingPulse, as empresas precisaram se reestruturar para continuar vivas e as redes sociais vieram como uma das soluções para esse problema.

“Ter um e-commerce e estar presente nas redes sociais mais consumidas pelos seus clientes é uma das maiores e melhores jogadas de marketing como continuar e aumentar suas vendas”, comenta Babi Tonhela, sócia e diretora de produtos do Ecommerce na Prática.

Com as últimas novidades apresentadas pelo diretor do Instagram, a rede pode se tornar um espaço ainda mais visual. Ou seja, por meio de vídeos, os empreendedores poderão apresentar seus produtos e serviços e garantir que os usuários tenham acesso àquele conteúdo. “O vídeo traz mais realidade para quem está assistindo, isso ajuda no convencimento para aquela venda”, comenta Babi.

Além disso, os usuários estão cada vez mais dispostos a experimentar novidades no mundo digital e empreendedores estão acompanhando esse movimento. Desde o começo da pandemia, houve um aumento de 70% nas transmissões virtuais, com isso as lives commerces têm chegado no Brasil com muita força. “A live commerce já é vista como tendência e pode revolucionar a indústria do varejo, além de mudar a forma de consumo das pessoas e aumentar o número de conversão, já que uma das maiores dificuldades do mercado online é apresentar o produto”, explica a diretora.

Leia também:

Indústria do Rio abriu mais de 2.400 vagas em junho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Asean: Nova zona de livre comércio pode ameaçar supremacia ocidental

Índia pode bater de frente com a China.

Campos Neto: BC vai rever para baixo crescimento do PIB para 2022

Última conta do BC era de alta de 2,1%.

Turismo deve fechar ano com aumento de 16% e faturamento de R$ 130 bi

FecomercioSP: valor é 22% inferior ao registrado no período de pré-pandemia.

Últimas Notícias

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...

STF desbloqueia bens de Lula

Por maioria de três votos a um, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta sexta-feira, desbloquear os bens do ex-presidente Lula...