Varredura

Cerca de um mês depois de sofrer um golpe militar, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, iniciou uma operação de limpeza nas Forças Armadas, com o objetivo de minar os focos golpistas. Uma das principais mudança foi a nomeação do tenente-coronel Miguel Rodríguez Torres para diretor dos Serviços de Inteligência e Prevenção. O Ministério da Defesa também confirmou a designação do almirante Jorge Sierralta como inspetor-geral da Força Armada Nacional (FAN) e do general Rafael Martínez Morales para a presidência do Instituto de Previsão Social da FAN.

Sem bases
“Se comprovada, a participação dos Estados Unidos no golpe contra o presidente Hugo Chávez, deve ser repudiada por todos que têm compromisso com a democracia e com o Estado de direito.” A declaração incisiva não é nenhum petista, mas do senador Leomar Quintanilha (PFL-TO). Em discurso no Senado, o senador pefelista citou a participação dos EUA na derrubada de outros governos na América Latina, como Salvador Allende, no Chile, e João Goulart, no Brasil, como fatos que reforçam as suspeitas sobre a participação norte-americana no fracassado golpe venezuelano: “A solução das questões internas da Venezuela é de sua exclusiva responsabilidade. Às outras nações cabe apoiar e trabalhar pela consolidação da democracia no continente”, defendeu Quintanilha.
O pronunciamento revela que é crescente o isolamento dos EUA na região, devido à sua política expansionista.

FH e os números
A dificuldade do presidente FH de entender por que o IBGE registrou avanço no consumo e aumento da concentração de renda, entre 1991 e 2001, expõe não apenas o autismo seletivo típico do tucanato como ignorância recorrente em assuntos econômicos. Em todo regime capitalista, boa parte do consumo é lastreado na expansão do crédito. No reinado tucano, no qual os juros são pornográficos, isso resultou em inadimplência recorde. Efeito corolário dos juros astronômicos, o desemprego recorde (renda zero) também ajuda a comprimir a renda.
Além disso, o IBGE pesquisa a renda individual e o consumo domiciliar, o que pode resultar na junção numa mesma casa de duas pessoas cujas rendas encolheram e que, pela soma dos respectivos capilés, comprem, por exemplo, uma geladeira ou outro eletrodoméstico que isoladamente não teriam condições de adquirir.

Dívida em pauta
Assembléia Legislativa do Rio realiza, nesta segunda-feira, às 14h, o seminário “Auditoria Cidadã da Dívida”. O debate contara com a presença dos economistas Reinaldo Gonçalves, Marcos Arruda e Luís Alfredo Salomão, do jurista João Luís Pinaud, do deputado federal Vivaldo Barbosa (PDT) e do deputado estadual Paulo Ramos (PDT).

Padrão
A recém-nomeação de Marcílio Marques Moreira pelo presidente FH para a comissão de ética do funcionalismo é emblemática do caráter da comissão. Economista-sênior da Merrill Lynch no Brasil, Marcílio, certamente, terá boas explicações a dar aos seus pares sobre por que a consultoria que representa no país recomendava a seus clientes nos Estados Unidos a compra de ações que, no jargão consultês, considerava internamente “lixo”. Nos EUA, a descoberta da dupla ação resultou em inquérito na SEC, a CVM norte-americana. No Brasil, resultou em nomeação para comissão de ética.

Lycra
A agência brasileira DM9DDB ganhou a disputada concorrência da conta da Lycra. O acordo foi fechado ontem nos EUA, sede da Du Pont. É a segunda conta que entra para a agência em menos de um mês.  As conquistas aumentam o faturamento em R$ 30 milhões.

Prestigiado
A garantia é de FH: a candidatura de Serra não está abalada.

Percepção
A insistência do Ministério da Fazenda em dizer que a “essência” da Lei de Responsabilidade Fiscal está mantida lembra as declarações de executivos da Rede Globo de Televisão, que insistem no “sucesso” do programa Big Brother Brasil. Se fosse mesmo sucesso, não seria preciso repetir isso a cada instante.

Artigo anteriorSerra Barrichello
Próximo artigoImagem
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ISM Manufacturing teve a maior leitura desde fevereiro de 2018

Expectativa é de melhora continuada dado o avanço da vacinação, bem como o estímulo fiscal projetado para ser aprovado em meados de março.

Rede estadual de ensino do Rio volta hoje às aulas

Alunos terão aulas remotas e presenciais, com turmas em sala de aula em dias alternados em função da pandemia.

Mercado interno sobe seguindo bom humor global

Exterior avança após pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão ser aprovado pela Câmara dos Representantes dos EUA.

Aepet recomenda não migrar para o Plano Petros 3

Petros anunciou que começa em 2 de março o período de opção pelo PP3 para ativos e assistidos dos PPSP-NR e PPSP-R.

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.