À venda a empresa pública e a privada

O Governo Temer colocou o Brasil à venda, na hora da xepa. Não que isto não viesse acontecendo, de forma mais ou menos acelrada, desde a era collorida. Mas o açodamento, o cheiro de negociata de quinta categoria, tudo é exclusividade de um grupo que chegou ao poder através de um golpe e se comporta como se amanhã fosse o último dia no comando.

Mas não são apenas as empresas e bens estatais que estão sendo alienados. Empresas privadas também são vendidas para estrangeiras. Nesta quarta, a tradicional empresa familiar Ceratti, que produz embutidos, foi comprada pela norte-americana Hormel Foods, que integra a lista da revista Fortune das 500 maiores companhias do mundo. Por US$ 104 milhões, a empresa, mais conhecida por sua mortadela, foi parar no portfólio da multinacional que fatura US$ 9 bilhões por ano.

Não é a única, nem será a última. Aliás, para boa parte do empresariado nacional, a venda para alguma estrangeira parece ser não apenas a única alternativa, mas a meta. Largam os aborrecimentos com impostos, leis malucas e baixa taxa de lucro e vão curtir a vida, com o dinheiro rendendo muito mais nos bancos com as elevadas taxas de juros aqui praticadas. Só tem um problema: não há país que resista a isto por longo prazo.

 

Fraude online

Em 2016, a cada R$ 100 gastos em lojas online, R$ 3 foram tentativas de fraude. Ao analisar o consumo realizado em smartphones, os números são maiores: a cada R$ 5 a cada R$ 100. Mesmo assim, a proporção de falcatruas está diminuindo. De acordo com o levantamento da ClearSale, o segmento de compras online no Brasil cresceu 11,5% em faturamento e 12,1% em quantidade de pedidos em relação ao ano passado.

 

Fraude tradicional

Em alta está o tipo de golpe em que o estelionatário liga para uma empresa alegando que depositou por equívoco uma alta soma – normalmente algo entre R$ 30 mil e R$ 50 mil – na conta da companhia e pede gentilmente o estorno. O golpista sugere que o responsável financeiro olhe o saldo pela internet. Realmente, lá constará um depósito no valor alegado. Só que bloqueado, já que foi apenas utilizado um envelope vazio em algum caixa eletrônico, sendo declarada a quantia que se pretende subtrair da vítima, que só descobrirá o golpe no dia seguinte.

Comodidades oferecidas pelos bancos, mas sem tanta atenção à segurança.

 

Em alta

A AdopTI, que acaba de receber certificação Qualified Partner Solution e novo status de distribuidor da SAP, espera faturar pouco mais de R$ 19 milhões este ano, 35% a mais que em 2016, e atingir R$ 45 milhões em 2020.

A companhia brasileira também assinou uma nova aliança com a fornecedora internacional de software, para a distribuição de soluções SAP e prestação dos serviços de suporte e manutenção de produtos. Com mais esse acordo, Luciano Fernandes, diretor Comercial da AdopTI, espera aumentar a participação no mercado nacional de serviços e revenda de licença de software. Novos escritórios, em São Paulo, Rio de Janeiro e Goiânia, estão nos planos para o primeiro trimestre de 2018.

 

Rápidas

O advogado carioca Gabriel Di Blasi, sócio do escritório Di Blasi, Parente & Associados, foi eleito diretor Jurídico da Associação Brasileira de Franchising Rio de Janeiro pelo próximo biênio até março de 2019 *** A Vinil Azul encerra o 1º Festival de Bandas do Passeio Shopping (RJ) neste sábado, às 19h, com repertório de clássicos nacionais e internacionais do rock e do pop *** A FGV realiza neste sábado, no Rio de Janeiro, o VI Seminário de Gestão Esportiva FGV | Fifa Master Alumni. Detalhes em http://sv.www5.fgv.br/fgvonline/seminariogestaoesportiva *** O Carioca Shopping recebe o VI Encontro Anual de Carros Antigos, neste domingo, com cerca de 600 automóveis das décadas de 1930 até 1980 – incluindo o DeLorean, marcado pelo filme De Volta para o Futuro *** Esta sexta-feira é o último dia para participar da 25ª Fenasucro & Agrocana, em Sertãozinho (SP) *** Ansiedade e pânico sob a ótica reichiana é o tema da palestra que o psicanalista Nicolau José Maluf Jr fará no dia 1º de setembro, às 19h, no Instituto de Formação e Pesquisa W.Reich (IFP), na Travessa Euricles de Matos, 39, Laranjeiras, próximo ao Largo do Machado (RJ). Inscrições pelo e-mail alunosifpreich@gmail.com *** Nesta sexta-feira, o vice-presidente de comunicação e sustentabilidade da Odebrecht, Marcelo Lyra, fala aos estudantes do curso de Relações Públicas da Faculdade Cásper Líbero sobre a trajetória de recuperação reputacional da empresa.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.