À venda a empresa pública e a privada

O Governo Temer colocou o Brasil à venda, na hora da xepa. Não que isto não viesse acontecendo, de forma mais ou menos acelrada,...

O Governo Temer colocou o Brasil à venda, na hora da xepa. Não que isto não viesse acontecendo, de forma mais ou menos acelrada, desde a era collorida. Mas o açodamento, o cheiro de negociata de quinta categoria, tudo é exclusividade de um grupo que chegou ao poder através de um golpe e se comporta como se amanhã fosse o último dia no comando.

Mas não são apenas as empresas e bens estatais que estão sendo alienados. Empresas privadas também são vendidas para estrangeiras. Nesta quarta, a tradicional empresa familiar Ceratti, que produz embutidos, foi comprada pela norte-americana Hormel Foods, que integra a lista da revista Fortune das 500 maiores companhias do mundo. Por US$ 104 milhões, a empresa, mais conhecida por sua mortadela, foi parar no portfólio da multinacional que fatura US$ 9 bilhões por ano.

Não é a única, nem será a última. Aliás, para boa parte do empresariado nacional, a venda para alguma estrangeira parece ser não apenas a única alternativa, mas a meta. Largam os aborrecimentos com impostos, leis malucas e baixa taxa de lucro e vão curtir a vida, com o dinheiro rendendo muito mais nos bancos com as elevadas taxas de juros aqui praticadas. Só tem um problema: não há país que resista a isto por longo prazo.

 

Fraude online

Em 2016, a cada R$ 100 gastos em lojas online, R$ 3 foram tentativas de fraude. Ao analisar o consumo realizado em smartphones, os números são maiores: a cada R$ 5 a cada R$ 100. Mesmo assim, a proporção de falcatruas está diminuindo. De acordo com o levantamento da ClearSale, o segmento de compras online no Brasil cresceu 11,5% em faturamento e 12,1% em quantidade de pedidos em relação ao ano passado.

 

Fraude tradicional

Em alta está o tipo de golpe em que o estelionatário liga para uma empresa alegando que depositou por equívoco uma alta soma – normalmente algo entre R$ 30 mil e R$ 50 mil – na conta da companhia e pede gentilmente o estorno. O golpista sugere que o responsável financeiro olhe o saldo pela internet. Realmente, lá constará um depósito no valor alegado. Só que bloqueado, já que foi apenas utilizado um envelope vazio em algum caixa eletrônico, sendo declarada a quantia que se pretende subtrair da vítima, que só descobrirá o golpe no dia seguinte.

Comodidades oferecidas pelos bancos, mas sem tanta atenção à segurança.

 

Em alta

A AdopTI, que acaba de receber certificação Qualified Partner Solution e novo status de distribuidor da SAP, espera faturar pouco mais de R$ 19 milhões este ano, 35% a mais que em 2016, e atingir R$ 45 milhões em 2020.

A companhia brasileira também assinou uma nova aliança com a fornecedora internacional de software, para a distribuição de soluções SAP e prestação dos serviços de suporte e manutenção de produtos. Com mais esse acordo, Luciano Fernandes, diretor Comercial da AdopTI, espera aumentar a participação no mercado nacional de serviços e revenda de licença de software. Novos escritórios, em São Paulo, Rio de Janeiro e Goiânia, estão nos planos para o primeiro trimestre de 2018.

 

Rápidas

O advogado carioca Gabriel Di Blasi, sócio do escritório Di Blasi, Parente & Associados, foi eleito diretor Jurídico da Associação Brasileira de Franchising Rio de Janeiro pelo próximo biênio até março de 2019 *** A Vinil Azul encerra o 1º Festival de Bandas do Passeio Shopping (RJ) neste sábado, às 19h, com repertório de clássicos nacionais e internacionais do rock e do pop *** A FGV realiza neste sábado, no Rio de Janeiro, o VI Seminário de Gestão Esportiva FGV | Fifa Master Alumni. Detalhes em http://sv.www5.fgv.br/fgvonline/seminariogestaoesportiva *** O Carioca Shopping recebe o VI Encontro Anual de Carros Antigos, neste domingo, com cerca de 600 automóveis das décadas de 1930 até 1980 – incluindo o DeLorean, marcado pelo filme De Volta para o Futuro *** Esta sexta-feira é o último dia para participar da 25ª Fenasucro & Agrocana, em Sertãozinho (SP) *** Ansiedade e pânico sob a ótica reichiana é o tema da palestra que o psicanalista Nicolau José Maluf Jr fará no dia 1º de setembro, às 19h, no Instituto de Formação e Pesquisa W.Reich (IFP), na Travessa Euricles de Matos, 39, Laranjeiras, próximo ao Largo do Machado (RJ). Inscrições pelo e-mail [email protected] *** Nesta sexta-feira, o vice-presidente de comunicação e sustentabilidade da Odebrecht, Marcelo Lyra, fala aos estudantes do curso de Relações Públicas da Faculdade Cásper Líbero sobre a trajetória de recuperação reputacional da empresa.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

A cabeça do dragão

Por Gustavo Miotti.

Portugueses pedem extensão das moratórias bancárias

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) está pleiteando a prorrogação das moratórias bancárias até 31 de março de 2022”. O...

China libera reservas de metais não ferrosos para reduzir custos

A China disse que continuará a liberar suas reservas estatais de cobre, alumínio e zinco para garantir preços estáveis para as commodities e aliviar...