Vendas de veículos despencam

Número de carros vendidos seria equivalente ao comercializado no ano de 2004.

Conjuntura / 20:26 - 29 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Apesar de uma pesquisa feita pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) mostrar que os consumidores têm intenção de comprar um carro, na prática não é isso que ocorre. Segundo o presidente da associação, Luiz Carlos Moraes, as vendas de veículos em junho ficaram em cerca de metade da média antes da pandemia. Em maio, as vendas de veículos tinham registrado queda de 74,7% em relação ao mesmo mês de 2019, com a comercialização de 62,2 mil unidades.

Para este ano, a estimativa da Anfavea é de uma retração de aproximadamente 40% no mercado. “É muito difícil falar quando vai voltar ao patamar normal”, enfatizou Moraes.

Se a previsão da entidade se confirmar, devem ser vendidos em 2020, 1,67 milhão de unidades, contra 2,78 milhões vendidas ao longo do ano passado. O número seria equivalente ao comercializado no ano de 2004.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor