Vendas no varejo cresceram 13,88% no conceito restrito

Avanço foi disseminado por seus grupos, notando-se forte em tecidos, vestuários e calçados.

Opinião do Analista / 10:30 - 8 de jul de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

As vendas no varejo cresceram 13,88% no conceito restrito e 19,59% no conceito restrito no mês de maio. Ambos os números se situaram acima das nossas expectativas (6.4% e 7.3%, respectivamente) e das expectativas de mercado (5.9% e 6.7%, respectivamente).

O avanço das vendas no varejo foi disseminado por seus grupos, notando-se especificamente o forte avanço das vendas de tecidos, vestuários e calçados, que cresceram 100,63% no mês, bem como veículos (+51,66%) e móveis e eletrodomésticos (+47,55%). Vê-se aqui a resposta do consumo às medidas de suporte a renda e crédito adotados.

O dado reforça a perspectiva de que o mês de abril foi de fato o pior momento em termos de atividade para a economia brasileira. Como comentado anteriormente, o forte desenvolvimento dos índices na variação mensal deve-se também a uma base extremamente comprimida no mês anterior. 

Outro elemento a ser considerado é que, tal qual em outras jurisdições, a dispersão nas expectativas dos dados era significativa para esta divulgação.

Ainda assim, a surpresa é significativa e a expansão da atividade ampliada pelas diversas aberturas do indicador. Para a frente, esperamos manutenção da expansão da atividade em junho em linha com o relaxamento das medidas de isolamento social.

.

Felipe Sichel

Estrategista-chefe do Banco Digital Modalmais

Fonte: www.modalmais.com.br

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor