31.3 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Virando o jogo

Grandes clássicos do futebol carioca e do paulista poderão ficar restritos às noites de quarta-feira. Conversas para transferir os clássicos de domingo para o meio da semana vêm sendo travadas nos bastidores das federações. A mudança agradaria à Rede Globo, que detém os direitos de transmissão dos campeonatos estaduais do Rio e de São Paulo. Nas quartas-feiras, dia reservado a jogos entre grandes e pequenos, vem crescendo a liderança, no horário das 22h, da novela Vidas Opostas, da Record, que já leva vantagem, porém menos expressiva, nos demais dias da semana sobre a programação global.

Formação desigual
As Américas e a Civilização, clássico da antropologia brasileira, de Darcy Ribeiro, editado pela primeira vez em 1970, pela Civilização Brasileira, será relançado, dia 22, pela Editora Companhia das Letras. O livro, de 528 páginas, publicado em mais sete países, foi escrito com a paixão e o engajamento característicos do estilo de um dos nossos maiores pensadores.

Justiça distributiva
O líder do PSOL na Câmara, deputado Chico Alencar, rebateu as críticas à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que ampliou a distribuição de recursos do fundo partidário para os partidos menores, reduzindo a fatia dos maiores. Para Alencar, a decisão foi correta por ajudar a fortalecer legendas de menor representação política, mas que apresentam conteúdo ideológico mais definido.
Ele defende, porém, necessidade de fiscalização da aplicação dos recursos: “Nós defendemos o controle rigoroso dos recursos do fundo partidário e até a cassação de legendas que usarem isso para benefício pessoal ou de seus dirigentes. Foi uma medida de justiça distributiva, que garantiu a possibilidade de crescer aos pequenos partidos e merece, como todo dinheiro público, zelo e atenção. Quem provocar malfeitorias no seu uso deve ser punido.”

Avenida
Wagner Victer, especialista do setor de energia e atual presidente da Cedae, voltou a afirmar que não tem dúvidas quanto à aprovação, pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), da construção, não só da usina nuclear de Angra III., mas de todo o programa nuclear brasileiro. Na opinião de Victer, o aquecimento do planeta é um problema sério e a energia nuclear está se mostrando a mais limpa do ponto de vista da emissão. “Digo e repito: se Angra III não for feita, eu saio vestido de baiana, com direito a brinco e tudo”.

Cola banida
Projeto do deputado Antônio Pedregal (PSC) propõe o fim do uso da cola de sapateiro no Rio de Janeiro. O produto seria substituído, gradativamente, por adesivos à base de água. Caberia ao Poder Executivo fixar um prazo para a substituição dos produtos. “A idéia é retirar do mercado a cola de sapateiro, que é indevidamente utilizada por crianças e adolescentes como alucinógenos”, argumenta o parlamentar.
A lei, se aprovada, poderia ser inócua: a Resolução 345 da Associação Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determina que a partir de 31 de dezembro deste ano todas as empresas retirem de seus produtos os solventes que causam dependência química.

Artigo anteriorPaz andina
Próximo artigoRir de quê?
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.

UE planeja iniciar gastos de grande fundo de recuperação em meses

Incerteza econômica na Alemanha continua em 2021; economista mantém previsão de crescimento do PIB do país em +3,5%.

Exterior abre positivo e Copom no radar interno

Na Ásia, Bolsas fecharam sem sinal único; Hong Kong registrou avanço de 1,08%.

Índice Ibovespa futuro opera entre perdas e ganhos

No momento, o futuro do índice Ibovespa está em alta de 0,03% e o futuro do dólar está em queda de -0,34%.

Comportamento indefinido

Ontem, logo cedo, Europa seguia a trilha de alta dos mercados da Ásia, o mesmo acontecendo com o mercado americano.