Virtual

As apostas no mercado futuro estão abertas.  O que acontecerá primeiro: o governo reduzir o preço dos combustíveis quando a cotação do petróleo cair no exterior ou o juiz Nicolau dos Santos ser preso pela Polícia Federal?

Ficção
A opinião é recorrente entre os espectadores do remake de Shaft. O vilão do filme, um yuppie racista que acaba envolvido com tráfico de drogas, é a cara do ex-senador Luiz Estevão.

Banco dos réus
Oito anos após o crime, será realizado amanhã, no Fórum de Seropédica,  o julgamento de  Manoel Toledo Júnior. Conhecido como “Manoel Maluco”, ele é acusado de tentativa de homicídio contra três pessoas do Mutirão Eldorado, em Casas Altas. Segundo a acusação, no dia 22 de julho de 1992, Maluco tentou matar a tiros trabalhadores sem-terra que ocupavam a área. Saíram feridos do atentado, a menina Raquel Inácio de Souza, à época com 12 anos, atingida na perna; Eduardo Silva Santos, baleado no braço; e Fernando Moura, assessor do MST, atingido no rosto e na perna. “Manoel Maluco” era grileiro.
Barril de pólvora
Cerca de 200 trabalhadores sem-terra ocuparam na madrugada de ontem a Fazenda do Sertão, em Santa Maria Madalena, interior do Estado do Rio. A área, improdutiva, tem 1,5 mil hectares. Ainda hoje, duas comissões serão formadas: uma vai tentar audiência com o prefeito da cidade e a outra virá para à capital, reivindicar à Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) a desapropriação desta e de outras áreas para assentar famílias de sem-terra. No decorrer deste ano, nenhuma desapropriação foi feita pelo Incra no Estado do Rio.

Futuro da mídia
A Câmara de Comércio Suíço-Brasileira promove hoje almoço-palestra sobre “O Futuro da Mídia Impressa”. Em pauta, além de uma apresentação sobre a imprensa escrita, dados econômicos e direcionamento de investimentos no setor. A palestra ficará a cargo do vice-presidente de Operações da Rede Anhanguera de Comunicações, jornalista Sérgio Rego Monteiro. O evento começa às 12h30, no Salão Instituto Brasil Europa, Edifico Maison de France (Av. Presidente Antônio Carlos, 58, 13º andar) no Rio de Janeiro.

Mais barato
Ano passado, os gastos da turma do andar de cima com segurança somaram fantásticos R$ 4 bilhões. Esse total é R$ 200 milhões menor que os R$ 3,8 bilhões que Malan & Cia alega serem necessários para elevar o salário mínimo para R$ 180.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHaraquiri
Próximo artigoGogó

Artigos Relacionados

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Apagão já foi tragédia, volta como farsa

Modelo de mercantilização da energia é o culpado.

Volume de reservatórios pode cair a 6% em novembro

Quadro crítico poderá ser alcançado em 2 meses, mesmo com tarifaço.

Últimas Notícias

Reforma do IR trará impacto negativo para o caixa das empresas

O projeto de reforma tributária do Imposto de Renda aprovado na Câmara no início de setembro merece atenção especial do setor produtivo. O alerta...

A paz é o caminho

Por Paulo Alonso.

Setor farmacêutico ganha aliado para agilizar contratações

Farmácias e drogarias passaram a integrar o aplicativo Closeer, responsável por conectar empresas e trabalhadores autônomos. Oportunidades de trabalho no segmento devem crescer até...

Taxa de desemprego entre os mais pobres é de 36%

Queda em renda indica aumento na desigualdade durante a pandemia; jovens já são 42% dos empregos temporários no primeiro semestre.