28.1 C
Rio de Janeiro
domingo, janeiro 24, 2021

Você tem medo de quê?

A interferência de Jair Bolsonaro na Polícia e na Receita Federal levanta algumas hipóteses, nenhuma delas favorável ao presidente. Ele pode estar querendo proteger o filho do que julga ser uma investigação política que visa atingir ele, Jair. Ainda que fosse o caso, e não parece ser, a intervenção direta do presidente não é acolhida pela Constituição.

A segunda hipótese, mais provável, é que Bolsonaro queira impedir investigações das maracutaias da família pelos gabinetes legislativos, expedientes típicos do baixo clero, e que no caso teve como pivô a movimentação financeira do sumido Fabrício Queiroz.

Uma terceira hipótese não pode ser descartada, ainda que hoje não possa se falar em mais que uma suspeita a ser investigada: a de que tanto a Política Federal quanto a Receita estão descobrindo algo mais que subtração de vencimentos de funcionários lotados nos gabinetes dos Bolsonaro. E que estas investigações dão razão às acusações de ligações profundas da família presidencial com a milícia.

Ainda que apenas uma hipótese, impedir a atuação dos órgãos do Estado é um grave atentado às leis e uma ação incompatível com a democracia. Em casos como este, só a luz do dia é eficiente. Na sombra, crescem hipóteses ainda mais escandalosas.

 

Papelório

Há no mundo um crescimento anabolizado à base de crédito fácil, ativos artificialmente valorizados pela ampla emissão de moeda e mais de US$ 17 trilhões em títulos de dívida com rendimento real negativo, muitos deles absolutamente impagáveis, a não ser em um ambiente de ampla liquidez, juros e inflação extremamente baixos e muita gente que os comprem pela simples existência de algo intangível chamado confiança em seus emissores.” O comentário é da Mapfre Investimentos.

 

Desafios

Hoje a Embraer completa 50 anos de atividade. A empresa de São José dos Campos é uma inquestionável história de sucesso, o que não a blindou dos desafios impostos pelo mercado. Todas as empresas, independente do setor de atuação ou do seu porte, são postas à prova constantemente por consumidores, acionistas, colaboradores, fornecedores e governos. Para as organizações que têm a pretensão de atravessar gerações esses testes são positivos porque forçam seus gestores a se superarem de forma incansável”, comenta o economista Eduardo Bassin, da Bassin Consultoria.

A venda de 80% da divisão de aviação comercial para a Boeing trará grandes desafios e talvez a maior necessidade de superação pela qual a empresa já passou. Ser a terceira maior fabricante de jatos do mundo não acontece por acaso. A trajetória da Embraer é marcada por sonhos, disciplina, aprimoramento, cooperação, parcerias e gestão de classe mundial”, elogia.

 

Heil’

A Polícia Federal na Alemanha pretende criar uma unidade especializada em combater grupos violentos de extrema direita. Enquanto ainda tem alguma autonomia, a PF brasileira poderia mandar alguns delegados para terem uma aula lá.

 

Rápidas

De sexta a domingo, acontecerá a nona edição do Festival do Chocolate de Nova Friburgo (RJ), na Casa Suíça, em Conquista *** O estrategista digital Alexandro Stark estará em Três Rios nesta quarta-feira para a terceira edição o Rio Info na cidade. Ele dará a palestra “Acelerando a inovação digital: agilidade e Low Code”, às 20h15m, no Clube Atlético Entre Rios (Caer) *** O movimento #TamoJunto9ºano realiza de terça a quinta a terceira edição da Manhã do Futuro, das 8h às 12h, no Teatro Popular Oscar Niemeyer (Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, s/n – Centro, Niterói) *** Em homenagem ao Dia do Soldado, 25 de agosto, a Fanfarra do 2° Regimento de Cavalaria de Guarda do Exército Brasileiro fará apresentação no Caxias Shopping *** No próximo dia 24, será lançado o livro Gente que se Apaga (Editora Metanoia), de Alan Minas, na Livraria Blooks (Praia de Botafogo, 316 – Lojas D e E), a partir das 15h. O livro aborda as relações familiares sob o ponto de vista de uma criança *** “As mulheres na semana da paz em casa” é o tema do seminário que o Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) realizará quinta-feira, às 17h, no Centro do Rio. As palestrantes serão a juíza Adriana Ramos de Mello, a defensora pública Simone Estrellita, a promotora Carla Rodrigues Araújo de Castro e a mestra em Ciências Jurídicas Fernanda Pacheco Amorim. Inscrições em iabnacional.org.br

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Incerteza da população ou dos mercados?

EUA e Reino Unido espalham suas expectativas para os demais países.

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.