Voz das ruas

O presidente nacional do PT, José Genoino, tem fortes razões para, apesar de promessas em contrário, restringir o debate sobre a metamorfose petista com os setores fora da estrutura partidária. Na sua primeira experiência, em fevereiro, quando foi para portas de fábrica de São José dos Campos (SP) apoiar a oposição à diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos, Genoino teve o dissabor de ver sua chapa sovada pela de Luiz Carlos Prates, reeleito, com folga, para presidente da entidade. Prates, que teve apoio do deputado Babá, do grupo autêntico do PT, fez das críticas à tucanização do governo Lula um dos seus principais carros-chefe de campanha.

Financio
Vendo carro clonado, com financiamento. Esse poderia ser o anúncio de venda de um Fiat Uno apreendido ontem pelo Detran-RJ. Segundo o órgão fluminense, o automóvel foi clonado utilizando o número de chassi de outro carro semelhante. A proprietária, que não sabia do golpe, pagava as prestações através de depósito bancário. Outro carro na mesma situação, segundo o Detran-RJ, foi vendido a um senhor pelo próprio filho.

Espetáculo
O presidente da Associação Nacional dos Servidores da Previdência Social (Anasps), Paulo César de Souza, entidade que reúne 53 mil dos 88 mil servidores da Previdência Social, disse que o governo está deliberadamente alongando o debate sobre a cobrança dos inativos, considerada inconstitucional pelo Supremo. O objetivo palaciano seria aprovar, por rolo compressor, o fim da aposentadoria integral que poderá atingir 237,57 mil servidores, 26,9% dos 883,19 mil servidores ativos da União, instalando o “circo dos horrores” no setor público.

O que importa
Os clientes do Banco Real que arcam com o pagamento de tarifa mensal de R$ 4 estão sujeitos a um confisco temporário em relação à movimentação de suas contas. Como o limite para movimentação no caixa eletrônico é de R$ 500 por dia, quem deseja fazer retiradas acima desse teto tem de dividir os saques em prestações proporcionais ao valor a ser sacado. Nesse intervalo, o banco fica livre para girar o cliente em x vezes sem juros.

Bienal
Guillermo Arriaga, roteirista do filme Amores Brutos, estará na Bienal do Livro 2003, no Rio de Janeiro, para lançar a versão em português de seu livro O Búfalo da Noite (Gryphus Editora). Quinta-feira está previsto um debate entre Guillermo Arriaga e Paulo Lins (Cidade de Deus) no Café Literário que se realiza dentro da bienal. No dia 27 Arriaga viajará a São Paulo, para participar da exibição do filme Amores Brutos no Espaço Unibanco, seguida de um debate com Fernando Meirelles, Kátia Lund e outros. Dia 28, de volta ao Rio, o roteirista participará de diálogo no Instituto Moreira Salles com o jornalista Pedro Bial.

Haja Fome Zero
A divulgação do estudo do Banco Mundial (Bird) mostrando que, apesar do aumento dos gastos sociais, a desigualdade cresceu na América Latina e que o Brasil continua a ter a maior concentração de renda da região, põe em xeque mais uma vez os limites das políticas compensatórias diante de desastres estruturais, como o desmonte do Estado e a implantação de políticas monetárias pró-rentistas.

Cinismo
Apesar de mais essa evidência, no entanto, é pouco provável que os defensores da continuidade e do aprofundamento das políticas que levaram ao aumento da concentração de renda no país mudem seu ponto de vista. O mais provável é que empunhem a ladainha da “falta de foco” das políticas sociais. Traduzida, tal empulhação retórica converte-se na redução de direitos sociais dos que ainda os possuem para liberarem novos recursos a serem esterilizados em pagamentos de juros, que, apenas em 2002, consumiram R$ 113 bilhões. Tudo, porém, temperado pela conversa mole da defesa dos mais desfavorecidos, cujo número essa mesma política só faz engordar.

Artigo anteriorVoz de Bush
Próximo artigoPorta aberta
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Argentina fechará com China parceria do Cinturão e Rota

Iniciativa pode ser pontapé inicial para desenvolvimento e integração da América Latina.

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

‘Eu quero uma casa no campo…’

Êxodo urbano: mais de 1,3 milhão de famílias brasileiras pretendem migrar para áreas rurais.

Direita vence no Equador

Banqueiro Guillermo Lasso vence socialista Andrés Arauz no segundo turno da eleição.

Mercados internacionais abrem com cautela

Enquanto isso acontece lá fora, aqui Ibovespa ensaia leve alta.

Semana começando sob tensão

Desde a semana passada, segue a novela do Orçamento.

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.