Vão se lixar II?

     
               
          Alô, presidente Lula e governador Welington Dias! Localizada a 10km do município de mesmo nome, a Barragem de Piracuruca, no Piauí, está sangrando e ameaça inundar a cidade. Para se ter noção do estrago potencial em vidas humanas e perdas econômicas, ela é três vezes maior que a Barragem Algodões 1, de Cocal, cujo rompimento, no fim de maio, causou 11 mortes, além de deixar 800 famílias desabrigadas.

SOS Saúde
Como desgraça pouca é bobagem, o prefeito de Piracuruca-PI, Raimundo Louro (PCdoB), e o secretário municipal de Saúde, Eduardo Felipe, estão sendo acusados de desviar dinheiro do Sistema Único de Saúde (SUS) para comprar cestas básicas. Mais do que a acusação de desvio da finalidade das verbas, chama atenção o total envolvido: R$ 38.874,53, segundo o presidente da Câmara de Vereadores de Piracuruca, Valter César Brito, o Bebé.

Negócio da China
O Brasil atrai os chineses interessados em vender defensivos agrícolas para serem aplicados nos produtos que depois serão vendidos à China. Cinquenta empresas do país asiático confirmaram presença no que é considerado o mais importante evento do segmento de agroquímicos, o III China-Brazil AgrochemShow, que será realizado de 3 a 5 de agosto, em São Paulo. Para Flavio Hirata, consultor em agronegócios da AllierBrasil, empresa que organiza o evento, será uma excelente oportunidade para o estabelecimento de contatos entre empresas brasileiras do ramo de defensivos agrícolas e grandes companhias chinesas que buscam registrar seus produtos no Brasil e desenvolver parcerias.

Diálogos cariocas
Especialistas e gestores públicos participam, nos próximos dias 26 e 30 e em 1 e 3 de julho, dos “Diálogos Cariocas, no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ” para debater aspectos urbanísticos, demográficos, ambientais e socioculturais da cidade do Rio de Janeiro. Os debates, com entrada franca, contarão com as presenças de Carlos Fernando Andrade (Iphan), Antonio Carlos Gusmão (Ceca), Vera Malaguti (Instituto Carioca de Criminologia), o urbanista Sérgio Magalhães e o cineasta Nelson Pereira dos Santos, entre outros. Na pauta, “O Rio que se muda”; “Rio, cidade, lagoa, mar e floresta”; “Medo, violência e liberdade” e “Rio: Favela ou bairro”.

Diálogos cariocas
Especialistas e gestores públicos participam, nos próximos dias 26 e 30 e em 1 e 3 de julho, dos “Diálogos Cariocas, no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ” para debater aspectos urbanísticos, demográficos, ambientais e socioculturais da cidade do Rio de Janeiro. Os debates, com entrada franca, contarão as presenças de Carlos Fernando Andrade (Iphan), Antonio Carlos Gusmão (Ceca), Vera Malaguti (Instituto Carioca de Criminologia), o urbanista Sérgio Magalhães e o cineasta Nelson Pereira dos Santos, entre outros. Na pauta, “O Rio que se muda”; “Rio, cidade, lagoa, mar e floresta”; “Medo, violência e liberdade” e “Rio: Favela ou bairro”.

Direito socialista
Nesta sexta, às 18h30, será lançado Direito de Classe e Revolução Socialista, livro que reúne uma seleção de textos teóricos de Piotr Stutcka sobre a concepção marxista do Direito e de como a revolução socialista de 1917 na Rússia tratou a questão do Judiciário no primeiro governo de Lênin e Trotsky. Haverá também um debate sobre o tema, seguida de um coquetel no terraço do Sind-Justiça (Travessa do Passo, 23, 14º andar, ao lado Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro).

Água transparente
A Nova Cedae terá suas contas e orçamento monitorados pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Esta iniciativa dará mais transparência às contas da estatal, conforme disse ontem ao MONITOR MERCANTIL o secretário estadual de Fazenda, Joaquim Levy.

Dia a dia
Quanto à arrecadação de ICMS no primeiro semestre, o secretário estadual de Fazenda do Rio não quis revelar números. Apenas salientou que foi positiva na comparação com igual período de 2008. “A arrecadação do semestre foi relativamente boa. Estamos acompanhando com extremo cuidado. Por enquanto, nós temos conseguido ficar no patamar acima de zero. Um crescimento positivo. Vamos acompanhar. Cada dia é um dia.”
     
           
     

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFrancamente
Próximo artigo“Chutometria”

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Receita: brasileiros movimentaram R$ 127 bi em criptomoedas em 2020

O subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Jonathan de Oliveira, disse, nesta quarta-feira em audiência na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara...

Elevar Selic para 7,75% será eficaz no combate à inflação?

Analistas prevêem taxa de 11% em maio de 2022.

Carteira da massa falida do Banco Cruzeiro do Sul

Por Antonio Pietrobelli.

Vencimento de título corrigido pela Selic puxa queda da Dívida Pública

O vencimento de mais de R$ 200 bilhões em títulos públicos vinculados à taxa Selic (juros básicos da economia) fez a Dívida Pública Federal...

Quase 80% pretendem fazer compras no período da Black Friday

Varejo eletrônico gasta mais com publicidade para a data do que para o Natal.