“What”s”

A impessoalidade e a robotização estimuladas pelo modelo neoliberal parecem não conhecer limites no mercado financeiro. Esta semana, o cliente de um grande banco se surpreendeu ao ouvir um funcionário perguntar a outro quem era “o back up” de uma gerente da agência. Para os não iniciados, back up é como são conhecidos em informatês programas reservas de computador.

Efeito$ colaterai$
A agonia cambial que vem sangrando as contas nacionais neste final de ano é, a exemplo do racionamento de energia ano passado, surpresa apenas para tucanos etéreos. Desde o fim do ano passado, o BNDES vinha alertando o governo sobre o risco de uma crise cambial às vésperas das eleição. O BNDES observou que muitas empresas estavam deixando de tomar empréstimos de longo prazo (oito ou dez anos), optando pelos de curto prazo. O resultado dessa troca resultaria no estouro de uma crise de pagamentos durante o eleitoral.
O mais grave é que a desistência das empresas de empréstimos de longo prazo foi induzida pelo próprio governo FH, ao baixar a lei 9.950, em janeiro de 2000. Essa lei acabou com a isenção do imposto de renda de 15% sobre os pagamentos de juros de empréstimos superiores a oito anos de prazo. Ou seja, o próprio governo estimulou a especulação com o dólar, que provoca danos mais graves às contas públicas do que os causados pela isenção fiscal que supostamente a equipe econômica pretendia eliminar.

Caro
A prestação média de TV por assinatura representa 7% da renda familiar média no Brasil, contra 1% nos países desenvolvidos. Esses números, apresentados pelo presidente da Associação Brasileira de Telecomunicações por Assinatura (Abta), José Augusto Moreira, ajudam a explicar porque a TV paga não deslancha no Brasil e porque as empresas do setor estão mal das pernas. Em 1997, esperava-se que o número de assinantes alcançasse 7,6 milhões em 2002, mas não passa de 3,5 milhões. O setor gera 8 mil empregos diretos, deve faturar R$ 2,7 bilhões este ano e já investiu US$ 5 bilhões, segundo a Abta.

Ineficiência
Um cliente da Sul América Saúde ligou para o serviço 0800 da empresa para descobrir o telefone da Beneficência Portuguesa do Rio de Janeiro. Depois de esperar longos três minutos na linha, foi informado pela operadora que deveria ligar para outro número, igualmente 0800, pois era segurado de plano empresa. Nova ligação, dois minutos de espera e finalmente conseguiu o número desejado (errado, por sinal). Quem pagou as ligações foi a Sul América, conta que ficou mais alta pela falta de atendentes e por separar em dois um serviço que poderia ser unificado.

Urnas
Falando em Beneficência Portuguesa do Rio, os sócios vão às urnas para eleger nova diretoria. O presidente do conselho é o deputado federal pelo PPB (não reeleito) Eurico Miranda, presidente do Vasco da Gama. O vento de mudança parece passar também pelo tradicional hospital carioca.

Desconhecimento
O embaixador da Venezuela no Brasil, Vladimir Villegas Poljak, rebateu as críticas de José Serra ao governo do seu país. Em nota divulgada sexta-feira, o embaixador afirma que as afirmações “poucos amistosas e desconsideradas” em relação a seu país e ao presidente Hugo Chávez revelariam da parte de Serra “desconhecimento absoluto” da realidade política da Venezuela, “que hoje faz frente à conspiração de setores que pretendem promover fórmulas não democráticas como as que sofremos em abril”.

Lá & cá
A prática de candidatos que acendem uma vela a Deus e outra ao diabo cria situações curiosas. Por exemplo, o que acharam os neoaliados evangélicos de José Serra do beijo dado e repetido via satélite pelo tucano no rosto do candidato do PMDB ao governo do Rio Grande do Sul, deputado Germano Rigotto?

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPela janela
Próximo artigoTiro no pé

Artigos Relacionados

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Semana passada, o Monitor noticiou que a proposta da Aneel de repactuação do risco hidrológico (GSF) deixaria a conta a ser paga pelo pequeno...

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Últimas Notícias

Eve desenvolverá modelo de operação de Mobilidade Aérea Urbana

A Eve Urban Air Mobility, empresa da Embraer, e a Bristow Group Inc. (NYSE: VTOL), líder mundial em soluções de voo vertical, anunciaram, nesta...

China: Ampliar apoio à energia verde agrada banco de investimento

O Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (BAII) declarou que dá as boas-vindas ao anúncio da China de aumentar o apoio à energia verde...

XP: Preços de ativos podem sofrer na atual turbulência de mercado

Um dia depois do aumento de 1 ponto percentual da taxa básica de juros, a Selic (agora em 6,25% ao ano), pelo Comitê de...

Projetos de energias renováveis em substituição ao uso do diesel

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Eletrobras firmaram um Pacto de Energia para atuarem conjuntamente na busca de soluções...

Proposta atualiza regulamentação sobre as cooperativas de crédito

Texto em análise na Câmara dos Deputados promove uma série de modificações na Lei do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), abordando o Projeto...