“Who?”

O reconhecimento, tardio, do FMI sobre os 15 anos desperdiçados pela América Latina veio desacompanhado da confissão sobre a principal causa do desastre: os ultrapassados programas recessivos do próprio fundo impostos à região. A insistência em defender o aprofundamento das mesmas políticas soa como uma reatualização da velha piada sobre aquele país que estava a um passo do abismo e deu um passo à frente.

Mapa da mina
O Coppead/UFRJ foi a única escola de negócios sul-americana a conquistar, pela quarta vez em cinco anos, um lugar no ranking Financial Times dos 100 melhores MBA de tempo integral do mundo. Um dos destaques foi o índice de satisfação dos ex-alunos – 91% – superado apenas por dez escolas. Números da instituição mostram que, três anos depois da conclusão do curso, o salário médio anual alcançado pelos alunos foi de US$ 78.692, maior do que os de todas as escolas de negócios dos países emergentes.

Atravessou
Algumas operadoras de telefonia celular pegaram carona na popularidade de alguns blocos de rua no Carnaval na Zona Sul do Rio. Em muitos casos sem contribuir com um centavo para os blocos, que se mantêm, em sua grande maioria, com recursos próprios, as telefônicas contrataram garotas para estenderem faixas com seus nomes no meio dos foliões. Os clientes preferiam que o esforço de marketing fosse convertido em serviços de melhor qualidade e na reabertura das lojas de atendimento ao público, como já determinado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

No ar
Vinte anos após o lançamento do Air Jordan, tênis que fez decolar as vendas da Nike, será lançado, durante a temporada da NBA All Star 2005, o Air Jordan XX. Oficialmente disponível nas lojas de varejo dos Estados Unidos a partir de 19 de fevereiro, o novo calçado de basquete é apresentado como o mais avançado tecnologicamente do mundo e será acompanhado por gigantesca campanha de marketing encabeçada, claro, por Michael Jordan, maior jogador do esporte de todos os tempos.

Influência
Meios de comunicação influenciaram mais os estudantes que já escolheram a futura carreira do que os pais ou a escola. É o que diz pesquisa com mais de 1 milhão de estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nada menos que 60% dos alunos disseram que a escola nada ajudou ou ajudou pouco na escolha da futura profissão. Apesar de o Ministério da Educação não revelar qual o percentual de influência dos pais e da mídia, o resultado por si só mostra que meios de comunicação não podem ser tratados como um poder sem controle da sociedade.

Diploma
Segundo o Ministério da Educação (MEC), 63% dos entrevistados no Enem pretendem ter um diploma universitário para conseguir um bom emprego. Apenas 10% disseram que tentarão passar em algum concurso público, mesmo percentual dos que pretendem ter um negócio próprio. Em relação aos professores, 76% disseram acreditar que são dedicados e 67% avaliaram que eles têm autoridade em sala de aula. As preocupações dos alunos também foram avaliadas. O item drogas e violência foi apontado por 23% dos entrevistados; pobreza, favela e meninos de rua preocupam 19% dos estudantes. E a situação econômica do país – principal causa da pobreza – é motivo de preocupação para 17% dos participantes do Enem.

Artigo anteriorNúmeros da paz
Próximo artigoA longo prazo
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.