Zerado Imposto de Importação para 153 máquinas e equipamentos

Foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU), as Resoluções Camex 80 e 81 que reduzem de 16% e 14% para zero o Imposto de Importação para bens de informática e telecomunicações e de bens de capital sem produção no Brasil. As reduções tarifárias que entram hoje em vigor, de acordo com o regime de ex-tarifário, são temporárias e as importações sem tarifas podem ser feitas até 30 de junho de 2019, de acordo com o que estabelecem as duas novas Resoluções Camex. As empresas que solicitaram o benefício à Camex informam que os equipamentos serão utilizados em projetos que representam novos investimentos no valor de US$ 399 milhões. Os principais setores contemplados são os de energia – geração, transmissão e distribuição (39,2%), ferroviário (20,7%) e de serviços (9,4%). Entre os principais projetos beneficiados estão a instalação de uma rede de transmissão de alta tensão e a modernização de uma planta para aumento da capacidade de produção de energia elétrica.

 

Agropecuária produz riqueza recorde

A agropecuária deve gerar riqueza recorde para o Brasil em 2017. Serão R$ 535,4 bilhões, fruto da produção de grãos e da criação de gado. O número é uma estimativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e, caso ele se confirme, representará uma alta de 2,1% frente ao ano passado. Toda essa riqueza foi gerada por 1,6 milhão de trabalhadores formais e milhares de outros trabalhadores indiretos que garantem que o campo continue a ser um dos principais combustíveis do crescimento do País. Essa mão de obra, somada a intensos investimentos em tecnologia, transformaram o Brasil em um dos países mais produtivos do mundo. Apenas as lavouras foram responsáveis por R$ 365,88 bilhões, o equivalente a 68,3% do total. Já a pecuária ficou com R$ 169,53 bilhões e 31,7 % de tudo que foi produzido.

 

Wines of Brasil intensifica promoção

Aproveitando oportunidades com potenciais consumidores estrangeiros em território nacional e em outros dois países da América, o projeto setorial Wines of Brasil diversifica seu campo de atuação e participa de uma série de ações para a promoção dos rótulos verde-amarelos entre os dias 23 de outubro e 14 de novembro. As iniciativas ocorrem nas cidades de Porto Alegre (RS), São Paulo (SP) e Brasília (DF), na capital uruguaia, Montevidéu, e também em Atlanta, nos Estados Unidos. O Wines of Brasil é desenvolvido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

As ações têm como objetivo alavancar a imagem do vinho brasileiro no mercado internacional, conquistar novos consumidores e ampliar as exportações nos países-alvos. Os produtos nacionais estão ganhando cada vez mais projeção no Exterior, especialmente os espumantes. Só nos últimos 10 anos, a categoria conquistou mais de 1,5 mil medalhas internacionais”, aponta o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini.

 

Brasileiros negociam US$ 2,54 bi em Anuga

As 99 empresas brasileiras que expuseram seus produtos em Anuga, a maior feira de alimentos e bebidas do mundo, realizada de 7 a 11 de outubro, em Colônia, na Alemanha, fizeram 12,3 mil contatos comerciais durante o evento, sendo 5,8 mil de novos clientes. O resultado foram US$ 420 milhões em negócios durante o evento e uma estimativa de US$ 2,12 bilhões para os doze meses seguintes, somando US$ 2,54 bilhões em novas vendas para o setor. A participação brasileira na feira foi organizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e ocupou um espaço de 2 mil m², dividido em quatro pavilhões.

Participar de uma feira como essa, que reúne importadores e distribuidores não só da Europa, mas de todo o mundo, é uma excelente oportunidade de apresentarmos a diversidade, qualidade, inovação e sustentabilidade presentes na indústria brasileira de alimentos e bebidas. A presença no evento permitiu às companhias desenvolver negócios e acessar novos mercados”, afirma Roberto Jaguaribe, presidente da Apex-Brasil.

 

Governo lança consulta para Enimpacto

A sociedade civil pode participar da consulta pública para a elaboração da Estratégia Nacional de Investimentos e Negócios de Impactos (Enimpacto). O modelo é uma diretriz para um conjunto de 15 órgãos de governo e estabelece ações estratégicas para a promoção de um ambiente favorável ao desenvolvimento de empreendimentos que sejam capazes de criar soluções de mercado para os problemas sociais e ambientais brasileiros. A consulta está disponível até o dia de novembro no Participa.br

A Secretaria de Inovação e Novos Negócios (SIN) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) coordena a elaboração da Enimpacto, em parceria com órgãos federais, setor privado, comunidade científica e acadêmica, e da sociedade civil. O Mdic, juntamente com os diferentes órgãos que compõem o Grupo de Trabalho de Finanças Sociais estão trabalhando para inserir os Negócios de Impacto na agenda de políticas públicas do Governo Federal.

 

Congresso de Cartografia acontece no Rio

A Sociedade Brasileira de Cartografia, Geodésia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto – SBC realiza o XXVII Congresso Brasileiro de Cartografia enfocando o tema “A Cartografia e a soberania nacional: a consolidação das fronteiras limites”. O evento será realizado na cidade do Rio de Janeiro, nas dependências da Escola Naval, situada na ilha de Villegagnon de 6 a 9 de Novembro de 2017, juntamente com a XXVI Exposicarta.

Informações e inscrições: www.cartografia.org.br/cbc/

Artigos Relacionados

Indústria pede R$ 1,6 bi para Proex Equalização

A cada US$ 1 alocado no programa, são gerados US$ 25,7 em exportações de alto valor agregado

Eliminada exigência de licença para importação de 210 produtos

A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia (Secex/ME) eliminou a exigência de licenças automáticas de importação para 88 produtos e...

China garante o superávit da balança comercial do Brasil

A China foi a principal fonte de contribuição para o superávit da balança comercial do Brasil, com importações de US$ 4,5 bilhões...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Setor de eventos terá parcelamento e isenção de impostos

Projeto foi aprovado pela Câmara e segue para o Senado.

Maranhão e Bahia vão ao STF questionar uso de fake news por Bolsonaro

Procuradores alegam que a publicação pode “gerar interpretações equivocadas e atacar governos locais, fomenta a instabilidade política, social e institucional e deve ser cessada imediatamente”.

MPEs veem oportunidades geradas pela crise

Principal mudança foi alocação de recursos para trabalhar e atender remoto, seguida por investimentos em tecnologia para vendas não presenciais.

Mudança de sinais

Terça começou tensa para os mercados de risco no mundo; hoje, a expectativa para o dia é de Bovespa seguindo em recuperação.

Quatro conselheiros da Petrobras decidem deixar o cargo

Eles são representantes da União no Conselho da empresa, petrolífera divulgou nota ontem à noite.